Publicidade
Publicidade
Publicidade

Salgadinhos 'fit' de legumes viram ideia de negócio

Portador da doença celíaca, o advogado Felipe Dorf, 34, encontrou um nicho de negócio enquanto buscava opções mais saudáveis de salgadinhos além das tradicionais batatinhas.

A busca começou na cozinha do restaurante japonês onde era sócio, em São Paulo. Lá, teve a ideia de fazer chips de batata-doce.

Foi o primeiro passo para criar a Roots to Go, empresa que fabrica chips de vegetais como cará, mandioca, batata-roxa e banana, com sal ou com canela.

"Levamos o produto em uma feira de alimentos kosher (que respeita os princípios judaicos) e uma empresa se interessou. Nosso primeiro contrato foi uma exportação de 3.000 caixas do produto para os EUA", diz o sócio David Sinder, 34.

Divulgação
Os empresários e sócios Jonathan Grin, Felipe Dorf e David Sinder, da Roots to Go, em São Paulo
Os empresários e sócios Jonathan Grin, Felipe Dorf e David Sinder, da Roots to Go, em São Paulo

Empolgados, os empresários resolveram apostar no mercado brasileiro e iniciaram as operações da empresa em 2015. "Não tinha nada parecido no Brasil, mas percebemos que havia grande interesse do público que busca uma alimentação saudável", afirma Sinder.

Em 2016, a empresa faturou R$ 8 milhões e quer dobrar o montante neste ano. O plano dos sócios é aumentar a linha de produtos com novidades como chips de tapioca e milho, que serão lançadas no próximo dia 30.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
DFP -->