Publicidade
Publicidade
Publicidade

Cozinha ganha cara nova e aconchego sem precisar de quebra-quebra

Juliana Vilela
Cozinha em casa do Butantã, na zona oeste de São Paulo, após a reforma
Cozinha em casa do Butantã, na zona oeste de São Paulo, após a reforma

Em 45 dias de reforma, essa cozinha de 30 metros quadrados em uma casa no Butantã (zona oeste de São Paulo) deixou de lado a decoração em tons de branco e ganhou um clima aconchegante.

"É um cômodo que deve ser funcional, mas não precisa ser sem graça", diz a arquiteta Fernanda Vitale, do escritório D81, responsável pelo projeto. Segundo ela, as cozinhas coloridas, moda nos anos 1950, voltaram com tudo.
As portas dos armários embutidos receberam pintura azul e novos puxadores. A parte externa do móvel foi revestida com madeira, e o granito da bancada, trocado.

Atrás do novo fogão cromado, a arquiteta aplicou uma faixa de azulejos com estampa geométrica sobre o revestimento original da parede, imitando ladrilhos hidráulicos.

"Com pouca bagunça, conseguimos deixar a cozinha mais atual e charmosa."

Publicidade
Publicidade
Publicidade