Em resposta à UE, Facebook facilitará controle de dados pelo usuário

Crédito: Reuters O plano do Facebook para permitir que usuários distribuam nudes de forma segura
Mudança é resposta a nova lei da União Europeia que regulamenta controle e proteção de dados

DA REUTERS

O Facebook facilitará para seus mais de 2 bilhões de usuários gerenciar seus próprios dados, em resposta a uma nova lei da União Europeia que entra em vigor em maio, disse a diretora de operações da rede social, Sheryl Sandberg.

"Estamos lançando globalmente um novo centro de privacidade que colocará as principais configurações de privacidade do Facebook num só lugar e facilitará muito para as pessoas gerenciarem seus dados", disse Sandberg nesta terça-feira (23).

A Regulamentação Geral de Proteção de Dados (GDPR, na sigla em inglês) é a maior revisão das regras de privacidade de dados pessoais desde o surgimento da internet e visa dar aos europeus mais controle sobre suas informações e como as empresas as usam.

Empresas que violarem da lei enfrentarão uma penalidade de até 4% do volume anual global de negócios ou ‎€ 20 milhões, o que for maior.

"Nossos aplicativos são há muito tempo focados em dar transparência e controle às pessoas e isso nos dá uma base muito boa para atender a todos os requisitos da GDPR e nos estimular a continuar investindo em produtos e ferramentas educacionais para proteger a privacidade", disse Sandberg.

Empresas que coletam grande quantidade de dados de clientes, incluindo de tecnologia, seguradoras e bancos, serão afetadas.

O uso de dados do cliente pelo Facebook e o rastreamento das atividades online das pessoas já foram investigados por várias autoridades da UE em matéria de proteção de dados.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.