Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/10/2010 - 17h16

Universal Brasil critica ausência do iTunes no país

Publicidade

DA REUTERS, EM SÃO PAULO

A Apple está ignorando um mercado extremamente grande ao não lançar sua loja de mídia digital iTunes no Brasil, afirmou o presidente da filial brasileira da maior gravadora do mundo nesta terça-feira (19).

Em anúncio de serviço gratuito de streaming de música aos usuários de banda larga da operadora GVT, o presidente da Universal Music Brasil, José Antonio Éboli, afirmou que atualmente cerca de um terço do faturamento da gravadora no país vem de vendas por novos meios digitais, incluindo downloads. Ele não revelou números precisos.

"A Apple está ignorando um mercado extremamente grande", disse o executivo após ser questionado sobre a ausência da maior loja de música digital no principal mercado de Internet da América Latina.

Na avaliação do executivo, a ausência da Apple do mercado brasileiro de música digital fomenta serviços de rivais como o Ovi Música Ilimitado, da Nokia, que distribui música por celulares da companhia finlandesa.

Segundo Éboli, a indústria tem que encontrar maneiras mais baratas para oferecer música legal aos usuários e a parceria com a GVT "[anunciada]": nesta terça-feira "é muito bem-vinda para incentivar a venda de música no Brasil".

"Hoje em dia não se encontra um garoto de 15 anos que tenha comprado um CD de música", afirmou o executivo.

A parceria com a GVT, segundo Éboli, pode evoluir para uma loja de downloads de música e marca a maior parceria já feita pela Universal Music no Brasil.

Lançado há sete anos, a iTunes Music Store detém uma participação de cerca de 70% sobre a venda de música digital nos Estados Unidos.

Pelo acordo com a Universal Music, a GVT vai disponibilizar aos seus clientes de banda larga, a partir de quarta-feira, acesso gratuito ao catálogo completo da gravadora, que inclui artistas como Rolling Stones e Ivete Sangalo, via streaming, ou transmissão pela internet.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página