Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
01/08/2011 - 16h56

Longas horas no videogame são alvo de campanha

Publicidade

DA FRANCE-PRESSE

A família de um programador de computadores começou, no último sábado (30), a promover uma campanha para aumentar a consciência sobre os riscos de saúde de se jogar games on-line. O filho do casal morreu depois de uma longa sessão em seu Xbox.

Uma autópsia revelou que Chris Staniforth, 20, morreu por causa de uma embolia pulmonar, que pode ocorrer se alguém senta na mesma posição por várias horas.

Alguns casos graves de trombose podem afetar passageiros de longos voos, mas especialistas em medicina têm medo de que os mais jovens, que gastam várias horas em seus consoles, possam também correr risco.

O professor Brian Colvin, especialista em condições relacionadas ao sanguem disse que não é "saudável" para os jovens passar longos períodos em frente aos seus consoles.

David Staniforth lançou uma campanha para alertar outros pais sobre os perigos. "Os videogames são divertidos e, uma vez que você começou a jogar, é difícil parar", disse. "Crianças em todo o país estão jogando por longos períodos, e elas não percebem que isso pode matá-las", completou, em entrevista o "The Sun".

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página