Índice

Veja qual é a melhor maneira para se aposentar

HOMENS AOS 65 ANOS E MULHERES AOS 60 PODEM ESCOLHER O BENEFÍCIO POR IDADE OU TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO, DEPENDENDO DO QUE É MAIS VANTAJOSO

No momento de se aposentar, muitos trabalhadores ficam em dúvida sobre como evitar tantos descontos, sabendo que o valor definido pela Previdência será aquele com que terá de viver pelos próximos anos. Muitos fatores pesam, e a regra básica é: quanto mais jovem é o aposentado, menor seu benefício.
O Agora traz acima uma tabela que mostra a melhor opção para o segurado do INSS se aposentar. Basta cruzar tempo de idade e contribuição e ver qual é o fator previdenciário.
No casos dos homens de 65 anos e mulheres de 60, há a opção entre se aposentar por idade ou tempo de contribuição. Por idade, conta-se 70% da média dos salários de contribuição mais 1% para cada ano de trabalho. Por exemplo: um homem de 65 anos pede a aposentadoria por idade, depois de trabalhar 25 anos. Ele terá 95% da média salarial (70% mais 25%, soma de 1% para cada ano trabalhado).
Nesse caso, e quase sempre antes de completar 35 anos de contribuição, é mais vantajoso se aposentar por idade, porque a perda no benefício será menor ou não existirá.
Vale a pena se aposentar por tempo de contribuição e usar o fator previdenciário no caso do segurado com mais de 35 anos de contribuição, para homens, e 30 anos, para as mulheres. Isso porque o valor máximo que o contribuinte conseguirá na aposentadoria por idade é de 100%. Usando o fator, ele pode ultrapassar esse percentual -se o fator ficar em 1,20, por exemplo, o aposentado receberá a aposentadoria integral mais 20%.
O fator previdenciário leva em conta a idade do aposentado, a expectativa de sobrevida e o tempo de contribuição. Parece simples, mas essa fórmula costuma achatar os benefícios solicitados antes de determinadas idades. Esse fator é usado para o cálculo dos benefícios pedidos por tempo de contribuição. "No caso das aposentadorias por idade, não há necessidade. Se o fator for vantajoso para o segurado, compensa ele se aposentar por contribuição", disse Newton Conde, especialista em Previdência. Para ele, o segurado deve fazer as contas e ver a melhor opção. É preciso também pesar alternativas, como continuar trabalhando, ter atividade paralela ou planos pessoais. (Karen Camacho)



Índice

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.