Óleo que atinge praias do Nordeste é petróleo e não é brasileiro, diz Ibama

Manchas já atingiram 105 praias em oito estados; veja lista completa

Matheus Moreira João Valadares
São Paulo e Recife

No começo de setembro, manchas de óleo começaram a aparecer em praias do Nordeste. De lá para cá, as manchas foram identificadas em pelo menos 109 locais de 50 municípios em oito estados: Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. 

Entre as praias atingidas estão alguns dos destinos turísticos mais famosos do Nordeste, como Pipa e Natal (RN), Carneiros, Porto de Galinhas e Boa Viagem (PE), e João Pessoa (PB). 

Segundo o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), a análise das amostras do óleo feitas pela Petrobras e pela Marinha revelou que a substância é petróleo e não é de origem brasileira. Em nota, a Petrobras afirma que o material encontrado não é produzido e nem comercializado pela empresa, mas não explica como a análise foi feita. 

A fauna também foi afetada pela presença do óleo. Em quatro estados, foram encontradas mortas seis tartarugas marinhas e uma ave (Bobo-pequeno). Outras três tartarugas foram resgatadas com vida. 

 

O Ibama pediu ajuda da Petrobras para limpar as praias atingidas, e a empresa deve destacar cem funcionários para a função. 

Em nota, o órgão aponta que a situação no Rio Grande Norte, estado em que manchas foram vistas em pelo menos 43 localidades, está estável e que o grupo de comando das investigações foi transferido para o Maranhão, onde o surgimento de novas manchas já foi relatado em pelo menos dez locais. 

As primeiras manchas apareceram no dia 2 de setembro em Pernambuco. Desde então, o CPRH (Agência Estadual de Meio Ambiente) está investigando em conjunto com a UEPE (Universidade Estadual de Pernambuco) a origem do petróleo. A hipótese é que o produto tenha sido descartado de forma ilegal em alto mar há mais de um mês. O ICMBio e a Marinha estão investigando o caso.

Eduardo Elvino, diretor de controle de fontes poluidoras da CPRH que estuda o problema desde o início em parceria com a UFPE, diz que será possível dizer com precisão onde ocorreu o vazamento ou o descarte do óleo dentro de no máximo 20 dias, o que poderá indicar qual foi a embarcação responsável. 

Nessa investigação os pesquisadores utilizam o que Elvino chamou de modelagem matemática associada à análise de correntes marítimas e de direção e velocidade do vento. Com essas informações foi possível afirmar que as manchas de petróleo estão se deslocando 30 cm por hora. 

Além disso, Elvino aponta que as manchas não seguirão, necessariamente, para a Bahia e o Sudeste. A tendência é que o óleo siga para o norte do país. No Nordeste, apenas o estado da Bahia não foi afetado.

O Ibama orienta que banhistas e pescadores não entrem em contato com o óleo e que, se identificarem o material, notifiquem a prefeitura. Caso cidadãos encontrem animais com óleo, devem acionar órgãos ambientais. Esses animais não devem ser lavados e devolvidos ao mar. 

Na manhã desta quarta (25), as manchas chegaram a Sergipe. A praia de Ponta dos Mangues, no município de Pacatuba, amanheceu coberta pelo material.

A área atingida fica perto da reserva biológica de Santa Isabel, na cidade litorânea de Pirambu. Essa unidade de conservação é dos principais pontos do projeto Tamar, executado pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) que atua na preservação de espécies de tartarugas-marinhas ameaçadas de extinção.

A dermatologista Alessandra Romiti, coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia, diz que o contato de banhistas e pescadores com o óleo pode causar irritações na pele e alergias.

“Os dois principais riscos para a pele são a reação alérgica, que pode gerar coceira e vermelhidão e a formação de acnes de oclusão, ou seja, acnes geradas pelo excesso de óleo na pele, similar a quando se passa produtos oleosos demais como os protetores solares.”

Romiti destaca que se deve tomar cuidado com a região dos olhos, nariz e boca. Ela orienta que, em caso de contato com o material e eventual irritação na pele, deve-se procurar um dermatologista para o tratamento, que varia do uso de pomadas e sabonetes específicos à prescrição de remédios de ingestão oral.

Em nota, o Ibama corrobora a versão da dermatologista e acrescenta que o petróleo cru “pode conter compostos considerados cancerígenos”.

Lista de praias afetadas

Alagoas

Barra de Santo Antônio - Barra de Santo Antônio
Barra de São Miguel - Barra de São Miguel
Japaratinga - Praia de Japaratinga
Maceió - Pajuçara/Ponta Verde
Marechal Deodoro - Praia do Francês
Marechal Deodoro - Lot. Encontro do Mar
Paripueira - Paripueira 
Passo de Camaragibe - Praia do Carro Quebrado
Roteiro - Praia do Gunga
 

Ceará

Aquiraz - Praia da Prainha
Beberibe
Cascavel
Paracuru - Paracuru
São Gonçalo do Amarante - Praia de Taíba

Maranhão

Alcântara - Praia de Itatinga
Alcântara - Ilha do Livramento
Alcântara - Praia da Mamuna
Araioses - Ilha dos Poldos
Barreirinhas - Atins
Barreirinhas - Praia Canto do Atins
Ilha Grande - Ilha dos Poldos
Paulino Neves - Praia do Barro Vermelho
Santo Amaro do Maranhão - Santo Amaro do Maranhão
Santo Amaro do Maranhão - Travosa

Paraíba
Cabedelo - Intermares
Cabedelo  - Praia do Poço
Cabedelo  - Praia de Camboinha
Cabedelo  - Praia Formosa
Conde - Praia de Jacumã
Conde - Tambaba
Conde - Praia do Amor
Conde - Praia de Gramame
João Pessoa - Tambaú
João Pessoa - Cabo Branco
Mataraca - Barra do Rio Camaratuba
Pitimbu - Praia Bela
Rio Tinto - Barra do Mamanguape
Rio Tinto - Campina
Rio Tinto - Lagoa de Praia
Rio Tinto - Oiteiro

Pernambuco

Cabo de Santo Agostinho - Praia do Paiva
Cabo de Santo Agostinho - Ilha Cocaia
Goiana - Catuama
Goiana - Ponta das Pedras
Ilha de Itamaracá - Praia do Forte Orange
Ipojuca - Praia de Gamboa
Ipojuca - Porto de Galinhas
Ipojuca - Praia de Nossa Senhora do Ó
Jaboatão dos Guararapes - Candeias
Jaboatão dos Guararapes  - Piedade
Olinda - Praia de Del Chifre
Paulista - Conceição
Paulista - Pau Amarelo
Recife - Boa Viagem
Tamandaré - Carneiros
Tamandaré - Tamandaré

Rio Grande do Norte

Baía Formosa - Baía Formosa 
Baía Formosa - Sagi
Barreta
Canguaretama - Barra do Cunhaú
Canguaretama - Foz do rio Catu
Ceará-Mirim - Jacumã
Ceará-Mirim - Muriú
Extremoz - Barra do Rio
Extremoz - Barra do Rio
Extremoz - Santa Rita
Extremoz - Jenipabu
Maxaranguape - Maracajaú
Maxaranguape - Cabo de São Roque
Maxaranguape - Caraúbas
Natal - Via Costeira
Natal - Ponta Negra
Natal - Praia de Areia Preta
Natal - Praia do Forte
Natal - Redinha
Natal - Praia de Alagamar
Nísia Floresta - Pirambúzios
Nísia Floresta - Camurupim
Nísia Floresta - Pirangi do Sul
Nísia Floresta- Foz do Rio Pirangi/Pium
Nísia Floresta - Búzios (Rio Doce)
Nísia Floresta - Ponta da Ilha Verde
Parnamirim - Barreira do Inferno
Parnamirim - Cotolelo
Parnamirim - Pirangi do Norte
Rio do Fogo - Zumbi/Rio do Fogo
Rio do Fogo - Rio Punaú
Roteiro - Praia do Gunga
São Gonçalo do Amarante - Praia de Taíba
Tibau do Sul - Praia do Giz
Tibau do Sul - Pirambu
Tibau do Sul - Pipa
Tibau do Sul - Praia do Amor
Tibau do Sul - Tibau do Sul
Tibau do Sul - Sibaúma/Das Minas
Touros - Perobas
Touros - Praia do Calcanhar
Touros - Praia de Touros

Sergipe

Barra dos Coqueiros- Barra dos Coqueiros
Barra dos Coqueiros - Praia de Jatobá
Pacatuba - Praia de Ponta dos Mangues
​Pirambu - Praia do Pirambu
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.