Siga a folha

Governo federal reconhece situação de emergência em cidade de PE

Óleo reapareceu com intensidade em São José da Coroa Grande (PE) há uma semana

Continue lendo com acesso ilimitado.
Aproveite esta oferta especial:

1 ANO DE DESCONTO

3 meses por R$1,90

+ 9 de R$ 19,90 R$ 9,90

ASSINE A FOLHA

Cancele quando quiser

Notícias no momento em que acontecem, newsletters exclusivas e mais de 120 colunistas.
Apoie o jornalismo profissional.

Recife

O governo federal reconheceu nesta quarta-feira (23) situação de emergência na cidade de São José da Coroa Grande, no litoral sul de Pernambuco.

A praia do município foi a primeira atingida por manchas de óleo após o ressurgimento do petróleo no litoral do estado há uma semana.

Na manhã desta quarta-feira (23), o petróleo, que até então tinha reaparecido apenas no litoral sul, chegou também à praia do Janga, localizada em Paulista, litoral norte de Pernambuco. Alguns peixes pequenos foram encontrados mortos nas proximidades. 

Além delas, o óleo reapareceu nas cidades de Tamandaré, Sirinhaém, Rio Formoso, Barreiros, Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes.

As manchas do vazamento, ainda de causa desconhecida, foram vistas pela primeira vez na Paraíba em 30 de agosto, e depois se espalharam para Pernambuco, Sergipe e os outros estados do Nordeste.

Em situação de emergência, o município consegue recursos federais para limpeza das localidades afetadas e transporte do material removido. A medida foi publicada no Diário Oficial da União. 

O valor a ser repassado pelo governo federal ainda não foi informado. O Ministério do Desenvolvimento Regional já havia reconhecido situação de emergência em Camaçari, Conde, Esplanada, Entre Rios, Jandaíra e Lauro de Freitas, no litoral norte da Bahia.

A Prefeitura do Recife está mobilizada na expectativa de que as manchas cheguem à Praia de Boa Viagem, a mais conhecida da capital.

O governo de Pernambuco anunciou que vai lançar edital no valor de R$ 2,5 milhões para financiamento de pesquisas que vão identificar, entre outras coisas, o nível de contaminação da água do mar. Vão ser selecionados, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia, 12 projetos.

Na terça-feira (22), os ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, estiveram em Pernambuco. Na sexta (25), o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio irá até Porto de Galinhas (PE).

O petróleo já atingiu 2.250 km da costa nordestinas e chegou a 233 locais de 88 cidades dos nove estados do Nordeste.

Receba notícias da Folha

Cadastre-se e escolha quais newsletters gostaria de receber

Ativar newsletters

Relacionadas