Siga a folha

Lyon confirma hegemonia no futebol feminino e vence 5ª Champions seguida

Equipe francesa derrotou o Wolfsburg por 3 a 1 e levantou a taça pela sétima vez em dez anos

Continue lendo com acesso ilimitado.
Aproveite esta oferta especial:

1 ANO DE DESCONTO

3 meses por R$1,90

+ 9 de R$ 19,90 R$ 9,90

ASSINE A FOLHA

Cancele quando quiser

Notícias no momento em que acontecem, newsletters exclusivas e mais de 120 colunistas.
Apoie o jornalismo profissional.

São Paulo

O Lyon confirmou sua soberania no futebol feminino ao conquistar, neste domingo (30), o quinto título consecutivo da Champions League, o sétimo em dez anos.

Com a vitória por 3 a 1 contra o Wolfsburg (ALE), a equipe francesa igualou o recorde do time masculino do Real Madrid, que até agora era o único a ganhar cinco taças seguidas do torneio europeu, entre 1956 e 1960.

Sem poder contar com a atacante lesionada Ada Hegerberg, eleita a melhor jogadora do mundo em 2018, o Lyon não se intimidou e começou dominando a partida, realizada no estádio do time espanhol Real Sociedad, em San Sebastián.

O primeiro gol saiu dos pés de Eugénie Le Sommer, aos 23 minutos do primeiro tempo. A atacante esteve presente nos sete títulos do clube junto com a zagueira Wendie Renard e a goleira Sarah Bouhaddi —o trio também fez parte da seleção da França que derrotou o Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo, em 2019.

Aos 43 minutos, Saki Kumagai ampliou o placar, com um chute de esquerda de fora da grande área.

O Wolfsburg foi para o ataque na segunda etapa e, aos 12 minutos, conseguiu diminuir a diferença com Alexandra Popp, de cabeça. A equipe alemã tentou pressionar o Lyon, mas, aos 43 minutos, sofreu o terceiro gol.

Após cobrança de escanteio, a islandesa Sara Gunnarsdóttir, que trocou o Wolfsburg pelo Lyon neste ano, desviou a bola para a rede.

A vitória deste domingo é só mais um dos feitos da equipe francesa. O time é recordista de finais disputadas na Champions feminina (11) e não perde um jogo oficial desde maio de 2018, quando foi derrotado pelo Paris Saint-Germain (FRA) na final da Copa da França.

Em 2013, perdeu a Champions justamente para o Wolfsburg, por 1 a 0. O confronto também aconteceu em 2018, quando o Lyon venceu por 4 a 1.​

Receba notícias da Folha

Cadastre-se e escolha quais newsletters gostaria de receber

Ativar newsletters

Relacionadas