Siga a folha

Descrição de chapéu Futebol Internacional

Em domingo atípico, Bayern e Manchester City perdem de goleada

Time alemão vê cair invencibilidade de 32 jogos, e Guardiola sofre 5 gols pela 1ª vez

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados Você atingiu o limite de
por mês.

Tenha acesso ilimitado: Assine ou Já é assinante? Faça login

Manchester e Berlim | Reuters

O futebol europeu viveu neste domingo (27) um dia atípico. Dois supertimes do continente perderam de goleada.

No Campeonato Alemão, o Bayern de Munique, atual vencedor da Champions League, foi derrotado por 4 a 1 pelo Hoffenheim. E o Manchester City de Pep Guardiola perdeu por 5 a 2 do Leicester, na Premier League.

É a primeira vez que uma equipe comandada pelo técnico espanhol leva cinco gols em uma partida e também uma das maiores goleadas de sua carreira —em janeiro de 2017, o City perdeu para o Everton por 4 a 0.

O técnico do Manchester City Pep Guardiola durante partida contra o Leicester neste domingo (27) - Reuters

O time inglês não sofria cinco gols em um jogo em casa desde fevereiro de 2003, quando perdeu para o Arsenal por 5 a 1. O resultado deste domingo ainda colocou fim a uma invencibilidade de 11 jogos em casa no Campeonato Inglês.

A partida começou bem para o City, que abriu o placar aos 4 minutos com um voleio de Riyad Mahrez.

Mas a história começou a mudar quando, aos 37 minutos, Jamie Vardy empatou com um gol de pênalti. O atacante foi o algoz da partida e marcou outras duas vezes —aos 54 e aos 58 minutos. James Maddison e Youri Tielemans também fizeram seus gols na segunda etapa.

Com o resultado, o Leicester se mantém na liderança da Premier League, com nove pontos em três jogos. O City está em 13º, com 3 pontos.

A derrota por 4 a 1 sofrida pelo Bayern no Campeonato Alemão também foi histórica –e surpreendente, já que a equipe aplicou goleadas recentes em Barcelona (8 a 2) e Schalke 04 (8 a 0). É a primeira vez que o campeão europeu perde desde dezembro de 2019 —o fim de uma invencibilidade de 32 jogos.

A defesa do Bayern, que costuma ser sólida, sofreu dois gols em oito minutos. O primeiro deles foi aos 16 minutos, quando Ermin Bicakcic marcou de cabeça. Após um erro da defesa, Munas Dabbur aumentou a diferença aos 24.

O Bayern conseguir diminuir a desvantagem aos 36 minutos, com Joshua Kimmich, mas o Hoffenheim, que estava jogando em casa, voltou a pressionar, e Andrei Kramaric marcou outras duas vezes na segunda etapa.

"Estava claro que isso aconteceria em algum momento", disse o técnico do Bayern, Hansi Flick, que já conquistou quatro títulos após assumir o cargo em novembro de 2019.

​"Não posso acusar minha equipe de falta de vontade ou compromisso. Agora precisamos deixar isso para trás", afirmou.

Com Reuters

Receba notícias da Folha

Cadastre-se e escolha quais newsletters gostaria de receber

Ativar newsletters

Relacionadas