Siga a folha

Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro 2020

Corinthians marca no fim e reage com vitória sobre o Vasco

Everaldo conta com a sorte aos 45 do segundo tempo e define triunfo pelo Brasileiro

Continue lendo com acesso ilimitado.
Aproveite esta oferta especial:

1 ANO DE DESCONTO

3 meses por R$1,90

+ 9 de R$ 19,90 R$ 9,90

ASSINE A FOLHA

Cancele quando quiser

Notícias no momento em que acontecem, newsletters exclusivas e mais de 120 colunistas.
Apoie o jornalismo profissional.

São Paulo

O Corinthians obteve uma suada vitória em São Januário, na noite desta quarta-feira (21). Goleado pelo Flamengo no último final de semana, o time do Parque São Jorge reagiu ao derrotar o Vasco por 2 a 1, no estádio de São Januário, com um gol aos 45 minutos do segundo tempo.

O atacante Everaldo contou com a sorte ao ver seu cruzamento ser desviado e balançar a rede. O gol definiu o placar que deu fôlego à equipe e a afastou da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Com 21 pontos em 18 jogos –mais partidas do que qualquer concorrente–, os comandados de Vagner Mancini pularam provisoriamente para a décima colocação. O Vasco, com 18 pontos e dois duelos a menos, está em 16º lugar.

Mantuan comemora o primeiro gol do Corinthians - Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

No equilibrado duelo no Rio de Janeiro, Mancini decidiu apostar em uma formação sem centroavante, com o jovem meia Gustavo Mantuan jogando perto do gol. Cazares, titular pela primeira vez no Corinthians, era o jogador mais próximo dele.

A escolha funcionou. Depois de quase levar um gol em falha de Cássio, o time paulista avançou em contra-ataque de escanteio. Cazares recebeu na meia e deixou Mantuan na cara do gol para abrir o placar, aos 23 minutos.

Os visitantes quase ampliaram pouco depois, quando o zagueiro Marllon ficou com sobra na área e acertou a trave. Mas a vantagem ficou mínima até o intervalo, e a mesma trave salvou o Corinthians, em cruzamento quase aproveitado por Ribamar no início da etapa final.

Aí, a equipe do Parque São Jorge esbarrou na queda física que tem demonstrado quase sempre no segundo tempo e também se irritou com a arbitragem. Os jogadores reclamaram muito de um pênalti de Miranda em Mantuan.

Ederson esteve perto de ampliar de cabeça, porém errou o alvo. E os donos da casa castigaram os visitantes em cobrança de escanteio, aos 27. Talles Magno ficou com a sobra, bateu para o meio da área e viu Ribamar aproveitar de letra.

O jogo caminhava para um empate, mas Everaldo, que já havia decidido o triunfo sobre o Athletico no finalzinho, na semana passada, foi novamente feliz. Aos 45, ele cruzou e viu a bola ser desviada e encobrir o goleiro Fernando Miguel.

Receba notícias da Folha

Cadastre-se e escolha quais newsletters gostaria de receber

Ativar newsletters

Relacionadas