Descrição de chapéu

Carro voador flutuou por cerca de um minuto no Japão

Protótipo inicial é semelhante a drone de grande porte

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados Você atingiu o limite de
por mês.

Tenha acesso ilimitado: Assine ou Já é assinante? Faça login

The Washington Post

​É como no filme "De Volta para o Futuro", mas real: o protótipo de um carro voador flutuou cerca de três metros no ar por por mais ou menos um minuto, segunda-feira (5) no Japão.

Projetado para voos autônomos de entrega, o protótipo inicial parece mais um drone de grande porte do que um carro típico. Produzido pela NEC, uma empresa mundial de tecnologia sediada em Tóquio, o aparelho acionado a bateria tem quatro hélices e foi desenhado para entregas autônomas.

De acordo com reportagens, ele flutuou a três metros do chão, sem passageiro e dentro de uma gaiola nas instalações da NEC em Abiko, um subúrbio de Tóquio.

A NEC revela protótipo de carro voador elétrico enquanto procura oferecer suas tecnologias a outras companhias em meio ao boom global para desenvolver veículos aéreos - Reprodução/Kyodo News Plus

"Todos nós na NEC acreditamos que uma revolução nos deslocamentos, centrada nos carros voadores, irá ocorrer", disse Norihiko Ishiguro, vice-presidente da NEC. "Quando chegar a hora, queremos oferecer tecnologia e serviços como uma base de gestão."

A tecnologia ainda apresenta alguns problemas a resolver, como a duração da bateria, segurança e regulamentação. Mas a tecnologia EVtol —de decolagem e aterrissagem vertical— foi concebida para ser mais barata, mais silenciosa e mais acessível que os helicópteros, e poderia ser usada como forma de evitar o tráfego em cidades altamente congestionadas, transportar cargas ou simplesmente oferecer passeios recreativos.

"Você pode pensar em 'De Volta para o Futuro'", disse Fumiaki Ebihara, funcionário do Ministério da Economia, Indústria e Comércio japonês que comanda o desenvolvimento do país, à rede de TV americana CBS, em 2018. "Até o momento, era só um sonho, mas com inovações nos motores e baterias, é hora de tornar a ideia realidade."

O governo japonês já construiu uma pista de testes para carros voadores em Fukushima, um local atingido por um terremoto, tsunami e acidente nuclear em 2011. Ela é parte do plano de infraestrutura do país para usar tecnologia a fim de entregar produtos, a partir de 2023, e para transporte pessoal diário a partir de 2030, disse Ishiguro.

Esse é o mais recente desdobramento na corrida mundial para criar veículos voadores autônomos, que envolve a Uber, Airbus, Volocopter e Boeing.

Tradução de Paulo Migliacci

Relacionadas