Siga a folha

B3, XP e BlackRock lançam curso gratuito sobre ESG

Aulas podem ser acessadas a partir desta segunda na plataforma de educação da Bolsa

Continue lendo com acesso ilimitado.
Aproveite esta oferta especial:

1 ANO DE DESCONTO

3 meses por R$1,90

+ 9 de R$ 19,90 R$ 9,90

ASSINE A FOLHA

Cancele quando quiser

Notícias no momento em que acontecem, newsletters exclusivas e mais de 120 colunistas.
Apoie o jornalismo profissional.

São Paulo

A B3, empresa que opera a Bolsa de Valores brasileira, disponibiliza a partir desta segunda-feira (14) um curso gratuito sobre ESG —sigla para Environmental, Social e Governance (ambiental, social e governança corporativa, na tradução do inglês). O termo é sinônimo de boas práticas ambientais, sociais e de governança.

A programação, fruto de uma parceria com XP e BlackRock, apresenta um panorama sobre o que é ESG, como essa temática está associada aos negócios e como impacta o mercado financeiro e as estratégias de investimento.

São 18 conteúdos de conceitos básicos do tema, com videoaulas ministradas pela consultora Maria Eugênia Buosi, bate-papos com especialistas e infográficos

O público alvo são investidores brasileiros que estão iniciando os aportes em Bolsa e entrando em contato com este conceito, cada dia mais em voga no Brasil.

B3 lança curso gratuito sobre ESG nesta segunda (14) - Amanda Perobelli/REUTERS

Segundo Carlos Takahashi, presidente da BlackRock Brasil, a preocupação com ESG ainda é mais visível na Europa e nos Estados Unidos do que em países emergentes, mas tem aumentado a procura por aqui.

"O tema está cada vez mais evidente e tem despertado a atenção [dos investidores]. Novas gerações têm uma pegada diferenciada [em relação ao ESG] e estudos apontam que boas práticas tornam o negócio resiliente no longo prazo”, afirma Takahashi.

Marta Pinheiro, diretora de ESG da XP, também vê uma mudança geracional, com uma valorização maior das boas práticas pelos mais novos.

“Recebemos vários pedidos de investidores por conteúdo e por indicações de conteúdo e vimos a falta de cursos [sobre o tema] no Brasil”, diz Marta.

Com cada dia mais novos investidores no mercado de renda variável por conta dos juros baixos na renda fixa, a B3 viu uma boa oportunidade de apresentar o tema. Atualmente, são 3,7 milhões de CPFs na Bolsa. Em 2018, eram apenas 813 mil.

“Queremos trazer no curso o que é ESG e como isso significa não abrir mão de recursos financeiros", diz Christianne Bariquelli, superintendente de Educação da B3.

Segundo ela, o curso também contempla como investir em ESG, que é uma das principais dúvidas dos investidores.

Na B3, já existem sete índices ESG, quatro deles atrelados a ETFs (fundos de índice).

Aulas podem ser acessadas a partir desta segunda, na plataforma online de educação financeira da Bolsa (https://edu.b3.com.br/).

Receba notícias da Folha

Cadastre-se e escolha quais newsletters gostaria de receber

Ativar newsletters

Relacionadas