Siga a folha

Os protestos em Belarus, a última ditadura da Europa; ouça podcast

Repórter conta visita ao país, que tem relatos de tortura após atos contra resultado de eleição

Você atingiu seu limite de matérias livres

Assine e tenha acesso Ilimitado

– OFERTA ESPECIAL – 1 ANO DE DESCONTO –

Cancele quando quiser

R$ 1,90 POR 3 MESES

+ 9 de R$ 19,90 R$ 9,90

Notícias no momento em que acontecem, newsletters exclusivas e mais de 120 colunistas. Apoie o jornalismo profissional.

São Paulo

Desde 1994, Alexandr Lukachenko vem se reelegendo como presidente de Belarus, país no nordeste da Europa. O último pleito, no começo do mês, que deu a vitória ao ditador com mais de 80% dos votos, acendeu o alerta para fraude e milhares de pessoas foram às ruas em protestos brutalmente reprimidos.

Além da saída do autocrata, os manifestantes pedem novas eleições ---o que Lukachenko diz que só acontecerá se ele for morto---, o fim da violência policial e libertação de presos políticos, incluindo a do ex-candidato Serguei Tikhanovski. Svetlana Tikhanovskaia, casada com o opositor do governo, assumiu a campanha quando o marido foi preso. Após a eleição, ela se exilou na Lituânia.

O Café da Manhã desta quarta-feira (26) conversa com Ana Estela de Sousa Pinto, correspondente da Folha na Europa, que acompanhou de perto a temperatura dos protestos em Minsk, capital de Belarus.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Magê Flores e Maurício Meireles, com produção de Renan Sukevicius e edição de som de Thomé Granemann.

Podcast Café da Manhã - Reprodução

Receba notícias da Folha

Cadastre-se e escolha quais newsletters gostaria de receber

Ativar newsletters

Relacionadas