Siga a folha

Descrição de chapéu Café da Manhã

O peso da propaganda no rádio e na TV nas eleições municipais; ouça podcast

Campanhas políticas começam a ser veiculadas nesta sexta (9) e concorrem com redes sociais e ferramentas de disparo de mensagens

Você atingiu seu limite de matérias livres

Assine e tenha acesso Ilimitado

– OFERTA ESPECIAL – 1 ANO DE DESCONTO –

Cancele quando quiser

R$ 1,90 POR 3 MESES

+ 9 de R$ 19,90 R$ 9,90

Notícias no momento em que acontecem, newsletters exclusivas e mais de 120 colunistas. Apoie o jornalismo profissional.

São Paulo

Nesta sexta-feira (9), o horário eleitoral começa a ser transmitido no rádio e na televisão, 37 dias antes do primeiro turno das eleições municipais, que ocorrerá no dia 15 de novembro.

Até as eleições majoritárias de 2018, esse palanque era considerado o mais importante para que candidatos e partidos expusessem jingles, bordões e propostas políticas. Naquele ano, redes sociais e aplicativos de mensagens se mostraram ferramentas potentes de campanha --assim como de desinformação e propagação de discurso de ódio.

Para entender o que deve influenciar a escolha dos eleitores este ano, o Café da Manhã ouve Maurício Moura, pesquisador na George Washington University e fundador da Ideia Big Data, empresa de pesquisas e estratégia digital.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Magê Flores e Bruno Boghossian, com produção de Jéssica Maes, Laila Mouallem e Victor Lacombe. A edição de som é de Thomé Granemann.

Podcast Café da Manhã - Reprodução

Receba notícias da Folha

Cadastre-se e escolha quais newsletters gostaria de receber

Ativar newsletters

Relacionadas