Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/08/2011 - 15h55

Uganda possui crânio de macaco com 20 milhões de anos

Publicidade

DA REUTERS

Cientistas franceses e ugandenses descobriram o fóssil de um crânio de um macaco de cerca de 20 milhões de anos na região de Karamoja, em Uganda, anunciou a equipe nesta terça-feira.

Os cientistas fizeram a descoberta em 18 de julho, enquanto investigavam os fósseis remanescentes de um vulcão extinto em Karamoja, uma região semiárida no extremo nordeste de Uganda.

"Esta é a primeira vez que um crânio completo de um macaco desta idade foi encontrado. É um fóssil muito importante", disse o paleontólogo Martin Pickford, do College de France de Paris, em entrevista a jornalistas.

Pickford disse que estudos preliminares do fóssil mostram que o herbívoro subia em árvores e tinha cerca de 10 anos ao morrer. A cabeça era do tamanho da de um chimpanzé, e o cérebro, do tamanho de um babuíno, um macaco maior.

Bridgette Senut, professora do Museu Nacional de História Natural, disse que os restos seriam levados a Paris para que fossem examinados e documentados antes de retornarem à Uganda.

Ronald Kabuubi/Associated Press
Pesquisador exibe o fóssil de um crânio de macaco da Uganda; peça estava no meio de restos de vulcão
Pesquisador exibe o fóssil de um crânio de macaco da Uganda; peça estava no meio de restos de vulcão
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página