Mônica Bergamo

Mônica Bergamo é jornalista e colunista.

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Mônica Bergamo

Governo de SP investiga 23 casos de discriminação religiosa

Irregularidades foram registradas após a sanção de lei que determina penalidades para esses casos

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania investiga 23 denúncias de casos de discriminação religiosa ocorridos em SP. As irregularidades foram registradas após a sanção, em setembro de 2019, de uma lei estadual que determina penalidades administrativas para esses casos.

Fachada do Templo de Salomão, em São Paulo
Fachada do Templo de Salomão, em São Paulo - Reinaldo Canato/UOL/Folhapress

HOSTILIDADE 

A norma classifica como ato discriminatório o uso de ação violenta, a recusa de prestação de serviços por motivos de crença e a comercialização de símbolos ofensivos, entre outros pontos. 

ECUMÊNICO 

O texto, de autoria da deputada Leci Brandão (PCdoB), foi promulgado pelo presidente da Assembleia, Cauê Macris (PSDB), que era governador interino na época. 

ESCRITURAS 

O carnavalesco da Mangueira, Leandro Vieira, rebate a acusação de conservadores de que o samba-enredo deste ano é blasfemo. “Quando morto, na cruz, Jesus é a extensão de muitos corpos. Se tiver algum cristão que negue essa informação, por certo não leu a Bíblia”, diz Vieira. 

DO CONTRA 

O samba retrata Jesus como negro, índio e com corpo de mulher, e é alvo de abaixo-assinado do Instituto Plínio Corrêa de Oliveira, de viés conservador. “Eles fazem oposição até ao papa. Imaginem o que pensam de uma expressão artística associada à periferia”, afirma o carnavalesco.

ALERTA 

Um grupo de 39 acadêmicos do direito vai encaminhar à presidência da Câmara nota de protesto contra o que considera exemplos de extremismo no governo.

ALERTA 2 

“Em nossa ordem constitucional é inconcebível a exaltação do nazismo, da tortura e do extermínio de dissidentes e grupos étnicos e religiosos”, diz o documento, assinado por nomes como Airton Seelaender (UnB), Christian Lynch, (Uerj), Lênio Streck (Unisinos) e Floriano de Azevedo Marques (diretor da Faculdade de Direito da USP).

AQUI NÃO 

O ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, tem exibido a colegas do governo uma película que protege a tela de seu celular e dificulta que as pessoas enxerguem o conteúdo de suas mensagens.


 

O garçom Wilker Silva, conhecido como José Wilker
O garçom Wilker Silva, conhecido como José Wilker - Acervo Pessoal

José Wilker vive em Brasília e poderá servir Regina Duarte

Se assumir oficialmente a Secretaria Especial da Cultura, Regina Duarte será servida por um garçom conhecido pelo nome de um antigo colega da atriz na novela “Roque Santeiro” (1985): José Wilker. 

​“Aqui todos me chamam de José Wilker ou de Leonardo Di Caprio”, diz o copeiro Wilker Francisco Barbosa de Lima Silva, 32, que trabalha há nove anos na secretaria. 

“As mulheres aqui falam que eu pareço com ele [Di Caprio], por causa do Titanic. Já o José Wilker é por causa do meu nome, mesmo. Ficam brincando: ‘José Wilker está vivo aqui em Brasília! [risos]’”, conta.

Ele foi batizado assim porque sua mãe era “apaixonada” pelo ator da Globo, que morreu em 2014. “Mas na família dela todos os irmãos são José, aí ela não colocou porque ia ficar muito José.”

Wilker fica na copa do segundo andar do prédio da pasta. O gabinete do secretário fica no quarto. “A gente serve o secretário mais quando tem reunião grande no auditório”, diz ele. 

“Não sou muito fã de novela”, conta Wilker, que não viu “Roque Santeiro”, mas ouviu falar. Para ele, a possível ida de Regina para o comando da secretaria “é uma novidade.”


CÁ... 

Na véspera de viajar a Brasília para iniciar o período de teste na Secretaria da Cultura, a atriz Regina Duarte conversou com representantes da classe artística para discutir como será sua eventual gestão e debater nomes para a equipe

... E LÁ 

A interlocutores, afirmou que seu celular não parou de tocar. De segunda (20) para terça (21), recebeu ligações de integrantes do governo, como os ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente), Osmar Terra (Cidadania) e Damares Alves (Direitos Humanos), além do chefe da Secom, Fabio Wajngarten.

FOGO

Um grupo de acadêmicos, políticos e representantes de movimentos sociais entrou com representação na Procuradoria Geral da República contra o ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) e o presidente do Instituto Chico Mendes, Homero Cerqueira. 

MOTOSSERRA 

A representação, para apurar possíveis crimes, foi motivada por reportagem da Folha de dezembro de 2019, que relatou reunião de Salles com políticos e ruralistas do Acre. No encontro, o ministro mandou suspender a fiscalização numa reserva do estado.

RAIZ

O pedido é assinado, entre outras entidades, por Greenpeace, MST e MTST. Na época, Salles negou que tivesse ordenado a paralisação da fiscalização e chamou a reportagem de “sensacionalista”.

INDICADO

O subprocurador-geral de Justiça de São Paulo Mário Sarrubbo será o candidato da situação à sucessão de Gianpaolo Smanio no comando do Ministério Público do Estado, em abril.

FILA

Sarrubbo é um dos quatro subprocuradores-gerais, responsável pela área de políticas criminais e institucionais. A oposição ainda não definiu seu candidato. Entre os nomes cogitados estão os procuradores Antônio Carlos da Ponte e José Oswaldo Molineiro.

NA CABEÇA 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso participará do Cannabis Thinking, workshop sobre as possibilidades da cannabis medicinal para o mercado brasileiro. Ele falará sobre sua experiência na Global Commission on Drug Policy, da qual fez parte entre 2011 e 2016. O evento será em 7 de março, em SP.

VIP 

A apresentadora Sarah Oliveira comentará a cerimônia de entrega do Grammy, pelo canal TNT, no domingo (26). É a primeira vez que ela participa da transmissão, que será ao vivo.


MICROFONE

O ministro da Justiça, Sergio Moro, foi o entrevistado do “Roda Viva”, agora sob comando da jornalista Vera Magalhães, na segunda (20), em um estúdio da TV Cultura. O presidente da Fundação Padre Anchieta, José Roberto Maluf, o apresentador Marcelo Tas e o maestro Julio Medaglia compareceram a coquetel antes do programa. 


CURTO-CIRCUITO

O Machado Meyer Advogados anuncia na quarta (22) oito novos sócios.

A exposição “A Pop Arte de Romero Britto” abre na quarta (22), no Grand Hyatt, em SP.

Adriano Abdo e Ricardo Levisky participam de debate sobre inclusão de refugiados. Na quarta (22), no Fórum Econômico Mundial, em Davos.

O espetáculo “De Todas as Maneiras que Há de Amar”, do Grupo Tapa, estreia na sexta (24). No Teatro Aliança Francesa, às 21h.

FÁBIO ZANINI (interino), com BRUNO B. SORAGGI e VICTORIA AZEVEDO; colaborou BIANKA VIEIRA

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.