Mônica Bergamo

Mônica Bergamo é jornalista e colunista.

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Mônica Bergamo
Descrição de chapéu Livros USP América Latina

Biblioteca da USP ganha acervo raro sobre a Guerra do Paraguai avaliado em R$ 1,5 mi

Coleção de mais de 4.000 títulos foi comprada e doada por um benfeitor que não quis se identificar

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, que pertence à USP (Universidade de São Paulo), recebeu uma doação de mais de 4.000 livros e documentos considerados raros e raríssimos sobre a Guerra do Paraguai e a Bacia do Prata.

Complexo da USP que abriga a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, a Livraria João Alexandre Barbosa e um restaurante, na capital paulista - Bruno Santos - 5.abr.2017/Folhapress

A coleção é avaliada em US$ 300 mil (cerca de R$ 1,5 milhão, na cotação atual) e foi comprada e doada por um benfeitor que não quis se identificar. Escritos em diversas línguas, os títulos pertenciam ao acervo do colecionador Sinésio de Siqueira Filho, que ainda está vivo.

A coleção é a maior já adicionada ao acervo original da biblioteca, composto por 60 mil volumes doados à USP por Guita e José Mindlin. Com a nova aquisição, a instituição se tornará uma referência para pesquisadores e pessoas interessadas sobre a região do Prata e a história da Guerra do Paraguai.

O conflito militar, considerado o maior da história da América Latina, ocorreu de 1864 a 1870 e opôs a Tríplice Aliança, composta por Brasil, Uruguai e Argentina, ao Paraguai.

A expectativa é que o acervo recém-recebido seja disponibilizado ao público em breve, após ser finalizado o seu processamento. A Biblioteca Brasiliana já prepara um seminário e uma exposição sobre o tema para o segundo semestre, quando serão completados 160 anos do início dos conflitos na região.


NIÑA BRASILEÑA

A cantora Illy, que prepara o lançamento do audiovisual do projeto "Samba Djanira" - Mariana Falcão/Divulgação

A cantora Illy lançará na próxima sexta (24) o audiovisual de "Samba Djanira", projeto de samba em que interpreta faixas eternizadas por nomes como Arlindo Cruz, Belo, Riachão e Batatinha.

A gravação foi feita na Ponta do Humaitá, em Salvador, e traz participações de Dom Chicla e Raymundo Sodré. Lançado pelo selo Alá em parceria com The Orchard e Sony Music, "Samba Djanira" tem direção musical de Felipe Guedes e direção de vídeo assinada por Chico Kértz.

com BIANKA VIEIRA, KARINA MATIAS e MANOELLA SMITH

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.