Painel

Editado por Guilherme Seto (interino), espaço traz notícias e bastidores da política. Com Catarina Scortecci e Danielle Brant

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Painel

Bolsonaro é o presidente que mais editou medidas provisórias nos primeiros 18 meses de governo

Embora ainda tenham pouco mais de 60 medidas em tramitação no Congresso, 24 caducaram

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Caminho Levantamento do Painel mostra que, mesmo sem considerar o período da pandemia, Bolsonaro foi o presidente que mais tentou governar com medidas provisórias nos primeiros 18 meses de mandato. O presidente editou 116 MPs, o que dá uma média de 6 por mês. Desse total, 13 trataram do coronavírus.

Lombada Embora ainda tenham pouco mais de 60 medidas em tramitação no Congresso, 24 caducaram, porque não foram votadas no prazo, e uma foi devolvida pelo Senado (dava poder a Abraham Weintraub de nomear reitores).

Comparativo No mesmo período, Lula editou 93 MPs no 1º mandato e 94 no 2º mandato. “Até recentemente, Bolsonaro não fazia esforço para aprovar medida provisória, o que é completamente irresponsável. Ele joga tudo nas costas dos ministros”, avalia o cientista político Fernando Limongi, do CEBRAP e da FGV.

Em decretos, Bolsonaro é o presidente que menos priorizou benefícios sociais desde Sarney. Leia aqui.

Outro lado Em nota enviada ao Painel, a Secretaria-Geral da Presidência da República disse discordar dos levantamentos sobre a edição de decretos e medidas provisórias por Bolsonaro nos primeiros 18 meses de mandato, publicados no domingo (28). A pasta afirma que não houve "desmonte do Estado" e que o governo cumpriu o compromisso de enxugar a máquina pública.

Com Mariana Carneiro, Guilherme Seto e Daniel Haidar

LINK PRESENTE: Gostou desta coluna? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.