Painel

Editado por Guilherme Seto (interino), espaço traz notícias e bastidores da política. Com Catarina Scortecci e Danielle Brant

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Painel

Justiça ordena que Covas autorize trabalho à distância para servidora trans com Aids e asma

Ela entrou com ação porque, apesar das comorbidades, não tinha sido liberada

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Direitos O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu que o prefeito Bruno Covas (PSDB) deve autorizar o trabalho à distância de uma servidora transsexual lotada na recepção de um hospital da zona leste da cidade. Ela recorreu à Justiça porque é portadora de Aids e asma e, apesar das comorbidades, o prefeito tinha determinado sua volta ao trabalho após um período afastada.

Em nota, a Prefeitura afirmou que a servidora poderia ter recorrido administrativamente da decisão, mas optou por ir à Justiça.

"Não é verdade que o prefeito Bruno Covas determinou a volta ao trabalho de uma servidora lotada na recepção de um hospital da zona leste da cidade", disse a assessoria de imprensa.

"A servidora poderia ter recorrido à época sobre a decisão da Coordenação de Gestão de Saúde do Servidor (COGESS) - o órgão responsável na administração municipal por tratar das liberações - após a avaliação médica que determina a necessidade ou não de afastamento do trabalho. Entretanto, optou por procurar o Tribunal", completou.

Com Mariana Carneiro, Guilherme Seto e Daniel Haidar

LINK PRESENTE: Gostou desta coluna? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.