D.O.M. cai 24 posições em ranking dos melhores restaurantes do mundo

Casa de Alex Atala foi da 30ª para a 54ª colocação no ranking World's 50 Best

São Paulo

​O restaurante D.O.M. caiu 24 posições no World’s 50 Best, ranking dos melhores restaurantes do mundo eleitos pela revista britânica Restaurant, divulgado nesta terça-feira (18). Da 30ª posição, registrada no ano passado, ele desceu para a 54ª.

Apesar de se chamar 50 melhores, o ranking vai além da meia centena. Neste ano, por exemplo, serão 120 listados. Até agora apenas os piores colocados do ranking foram divulgados —da 51ª posição até a última. Os primeiros 50 serão revelados em uma cerimônia no dia 25 de junho.

O D.O.M., que celebra 20 anos em 2019, apareceu na lista da Restaurant pela primeira vez em 2006, em 50° lugar. A melhor marca da casa de Alex Atala foi atingida em 2012, quando ficou em 4º lugar.

Entre os outros brasileiros da lista, o Maní, da chef Helena Rizzo, subiu do 83º lugar para o 73º. 

Além dos paulistanos, dois restaurantes do Rio de Janeiro foram citados. O Lasai, do chef Rafa Costa e Silva, aparece na 74ª posição. A casa era a 100ª da lista em 2018. 

Já o restaurante Oteque, do chef Alberto Landgraf, ficou no 100º lugar. É a primeira vez da casa no ranking.

Em 2018, a Casa do Porco, de Jefferson Rueda, estreou na 79ª posição, à frente do Maní e do Lasai. Por enquanto, não aparece na lista, o que alimenta a expectativa da casa de entrar na seleção principal.

O guia anual costuma listar 100 restaurantes. Nesta edição, porém, a premiação vai eleger 120, como uma homenagem ao aniversário de 120 anos da água San Pellegrino, patrocinadora do evento.

Erramos: o texto foi alterado

Uma versão anterior deste texto informava que a casa perdeu 14 posições, e não 24.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.