Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/03/2012 - 16h52

Prédio modernista que abriga a MTV é tombado em SP

Publicidade

VANESSA CORREA
DE SÃO PAULO

Em um edifício modernista erguido, não por acaso, em um dos pontos mais altos da cidade de São Paulo, a televisão brasileira deu seus primeiros passos.

E foi justamente por sediar, a partir de 1961, a TV Tupi (inaugurada em 1950), que o prédio da av. Prof. Alfonso Bovero, no Sumaré, na zona oeste, foi tombado ontem pelo Condephaat (conselho do patrimônio histórico estadual).

O endereço tem uma longa relação com a história das comunicações no Brasil. Abrigou a rádio Difusora em 1934, depois a rádio Tupi e, até 1980, a TV Tupi. Hoje o lugar é mais conhecido por sediar a MTV brasileira.

Com o tombamento, cujo estudo estava aberto desde 2006, as fachadas do edifício (e seu painel com temas indígenas) ficam protegidos de alterações. O interior do edifício não foi protegido.

Embora o prédio tenha sido tombado mais pela relevância histórica, o edifício projetado por Gregorio Zolko é "representativo da arquitetura moderna", com o painel de temas indígenas e os para-sóis recobertos com pastilhas.

Gabo Morales/Folhapress
Vista do prédio da MTV, antiga sede da TV Tupi, tombado pelo Condephaat
Vista do prédio da MTV, antiga sede da TV Tupi, tombado pelo Condephaat

BILHETERIAS DO MASP

O Condephaat deu um basta a outra discussão que se arrastava desde 2005.

Decidiu que o Masp deve retirar de seu emblemático vão-livre as bilheterias e os biombos de vidro que estão ali -em caráter provisório- há mais de 15 anos.

Parecer encomendado pelo Masp a uma empresa de segurança diz que a localização das bilheterias do lado de fora é mais segura devido à presença de bases da PM e da Guarda Civil Metropolitana.

O órgão entendeu que as estruturas feriam a resolução de tombamento, que protegem o vão-livre do Masp, de mais de 70 metros.

Procurado ontem pela Folha, o museu disse que ainda não foi informado da decisão do Condephaat e que não se manifestaria sore o assunto.

Comentar esta reportagem

Termos e condições

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página