Confrontos no Rio deixam feridos criança de 7 anos e adolescente de 15

Tiroteios ocorreram na favela Bateau Mouche; 5 menores foram vítimas de bala perdida nesta semana

Ação das Forças Armadas durante operação na Rocinha em janeiro
Ação das Forças Armadas durante operação na Rocinha em janeiro; confrontos voltaram a provocar vítimas nesta sexta no Rio - Mauro Pimentel - 25.jan.2018/ AFP Photo
Nicola Pamplona
Rio de Janeiro

Dois adolescentes foram baleados durante tiroteios nesta sexta (9) na favela Bateau Mouche, na zona oeste do Rio de Janeiro. Na manhã deste sábado (10), houve novo confronto na comunidade e policiais foram deslocados para o local, mas não há informações sobre novos feridos.

Com os dois casos, sobe para cinco o número de crianças e adolescentes vítimas de tiros na região metropolitana da capital fluminense esta semana.

Uma das vítimas desta sexta, Evelyn da Silva Coelho, 15, está internada em estado grave no Hospital Municipal Miguel Couto. Ela foi baleada na cabeça, em circunstâncias ainda não esclarecidas.

A outra vítima, Luis Miguel Oliveira, 7, foi baleado de raspão no ombro dentro de casa. Ele foi levado ao Hospital Souza Aguiar e já está em casa.

Os confrontos no Bateau Mouche começaram na madrugada de sexta. Pela manhã, a polícia realizou uma incursão na favela para tentar conter os tiroteios, mas a operação foi suspensa no meio da tarde por problemas em um veículo blindado.

Segundo moradores, os tiroteios são provocados por uma guerra entre milicianos e uma facção criminosa pelo controle do território. Imagens nas redes sociais mostram ao menos mais uma vítima, não confirmada ainda pela polícia.

Em grave crise financeira, o Rio vem experimentando um crescimento dos confrontos pelo domínio territorial de comunidades carentes. Na quinta (8), tiroteios no complexo da Maré, na zona norte, terminaram com pelo menos duas mortes e provocaram o fechamento de três importantes vias de acesso à cidade.

Uma das vítimas da quinta também era adolescente: Jeremias Moraes da Silva, 13, foi atingido enquanto voltava para casa após um jogo de futebol na comunidade.

As outras vítimas menores de idade registradas esta semana foram a menina Emilly Sofia Neves Marriel, 3, morta durante assalto em Anchieta, na zona norte, e João Pedro Soares da Costa, 4, que está hospitalizado em estado grave após ter sido atingido por bala perdida em São Gonçalo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.