Cinco morrem e 16 ficam feridos após ônibus cair em córrego em MG

Os mortos estavam na parte dianteira do veículo, a mais danificada

Acidente com ônibus deixa cinco mortos e vários feridos em Belo Horizonte
Acidente com ônibus deixa cinco mortos e vários feridos em Belo Horizonte - Douglas Magno / O Tempo
Martha Alves Carolina Linhares
São Paulo e Belo Horizonte

Cinco pessoas morreram e 16 ficaram feridas em um acidente envolvendo um ônibus, no bairro Mangueiras, na região do Barreiro, em Belo Horizonte (MG), por volta das 19h30 desta terça-feira (13).

O motorista da linha 305 (estação Diamante-Mangueiras) perdeu o controle da direção na rua José Luiz Raso, o ônibus caiu em um córrego e bateu contra um muro de contenção. No acidente, morreram o motorista Márcio João de Carvalho, 59, e quatro passageiras.

Segundo a Polícia Civil, as demais vítimas são Maria do Carmo Pereira dos Santos, 73, Dayse de Fátima Josino Trindade, 56, Naiara Dias Martins, 30, e Thais Soares Morais, 25. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, os mortos estavam na parte dianteira do coletivo, que foi a mais danificada pelo impacto. Ao menos três das vítimas tiveram que ser retiradas das ferragens pelos bombeiros.

Outras 16 pessoas ficaram feridas e foram levadas a hospitais pelas equipes de resgate, segundo a Secretaria de Saúde de BH.

Nove pessoas deram entrada no Hospital João 23 –uma recebeu alta na manhã de quarta, seis estão em estado grave e duas estão estáveis. Permanecem internados ali quatro homens e quatro mulheres –sete com idades de 14 a 19 anos e um com 44.

Quatro vítimas homens, entre 16 e 18 anos, estão internadas no Hospital Metropolitano Doutor Célio de Castro e têm quadro estável.

No hospital Risoleta Neves estão internados Raquel Pereira Alves, 21, e Daniel Henrique Dias, 11. Raquel tem quadro estável e não corre riscos, apesar de ter sofrido trauma cervical e dorsal. Daniel passou por cirurgia, devido ao trauma na cabeça e no tórax, e apresenta boa evolução. Recebeu a visita dos pais e conversou com eles nesta quarta.

Ester Carolina Trindade, 12, está internada no Hospital Odilon Behrens e apresenta quadro estável após ter passado por cirurgia.

SEM CONTROLE

Testemunhas disseram à Polícia Militar que o ônibus desceu a rua em alta velocidade e que sentiram um cheiro forte de borracha queimada. Moradores do entorno foram os primeiros a entrar no córrego para retirar os feridos.

Na manhã desta quarta, os bombeiros voltaram ao local do acidente para fazer uma varredura e uma vistoria. A equipe buscava pertences de vítimas presos às ferragens. Foi encontrada uma carteira de identidade de um jovem de 16 anos no leito do córrego.

O ônibus foi retirado do córrego no início da madrugada desta quarta. As causas do acidente serão investigadas pela Polícia Civil. O laudo da perícia fica pronto em até 30 dias.

Em nota, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que a última vistoria no ônibus foi feita em 27 de outubro do ano passado e que a próxima seria em 18 de maio deste ano.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.