Descrição de chapéu Rio de Janeiro violência

Tiroteio na zona oeste do Rio deixa três mortos e quatro feridos

É pior incidente de violência no primeiro fim de semana após intervenção federal

Nicola Pamplona
Rio de Janeiro

Três pessoas morreram e quatro ficaram feridas em um tiroteio em Bangu, na zona oeste do Rio, na manhã deste domingo (18). Uma das vítimas era sargento da Polícia Militar e estava de folga.

Segundo testemunhas, criminosos anunciaram um assalto em um bar da região, quando começou o confronto. Quando a polícia chegou, havia dois mortos e cinco feridos, entre eles o sargento Cristiano das Neves Souza.

Souza foi encaminhado ao Hospital Estadual Albert Schweitzer, mas não resistiu. Ele era lotado no 12º Batalhão de Polícia Militar, em Niterói, na região metropolitana do Rio.

A polícia não divulgou os nomes dos outros dois mortos nem dos feridos. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

Até o momento, foi o pior incidente de violência no primeiro fim de semana após o anúncio da intervenção federal na segurança do Rio.

Também na manhã deste domingo, equipes da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do Salgueiro foram atacados por criminosos enquanto faziam o patrulhamento na região.

Houve troca de tiros e os bandidos fugiram. Não há registro de presos ou feridos na ação. O policiamento foi intensificado depois do incidente.

No sábado (17), após denúncia, a polícia encontrou um homem morto e outro ferido na Tijuca, na zona norte da cidade. Com os dois, apreendeu um revólver, munições e duas motos sem placas.

A polícia suspeita que os dois tenham sido baleados ao tentar um assalto. O caso também está com a Delegacia de Homicídios.

Também no sábado, bandidos explodiram uma agência bancária em São João do Meriti, na Baixada Fluminense. Quando a polícia chegou ao local, houve confronto, mas ninguém foi preso.

Naquele dia, três equipes da concessionária de energia Light foram sequestradas para religar a luz em bairros que sofriam problemas no fornecimento desde o temporal da madrugada de quinta.

As equipes foram abordadas nos bairros de Campo Grande, na zona oeste, Ramos e Inhaúma, na zona norte, e liberadas após concluir o serviço.

Na sexta (16), o presidente Michel Temer assinou decreto de intervenção na área de Segurança do Rio. O interventor, o general Walter Souza Braga Netto, porém, vai esperar a aprovação do decreto no Congresso antes de tomar as primeiras medidas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.