Ônibus intermunicipais param e afetam 35 mil pessoas em Guarulhos

A paralisação afetou 89 linhas operadas por cinco empresas

São Paulo

Uma paralisação de motoristas e cobradores de cinco empresas ônibus intermunicipais prejudica os passageiros de Guarulhos (Grande São Paulo), desde a manhã nesta sexta-feira (18). 

O primeiro ato ocorreu das 4h às 6h, quando funcionários das empresas Atual, Real Transportes, Guarulhos Transportes, Vila Galvão e Trans Dutra, interromperam a circulação de 89 linhas que fazem a ligação da cidade com São Paulo, afetando cerca de 30 mil pessoas. 

Já no início da tarde, quatro empresas voltaram a interromper as operações. Segundo a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), Guarulhos Transportes, Real Transportes, Vila Galvão e Atual pararam suas 70 linhas, prejudicando em torno de 35 mil pessoas.

Protesto de motoristas afetou a vida de 100 mil passageiros em Guarulhos nesta sexta (18)
Protesto de motoristas afetou a vida de 100 mil passageiros em Guarulhos nesta sexta (18) - Divulgação/Prefeitura

Segundo a EMTU, os trabalhadores reivindicam reajuste salarial. Uma assembleia será feita ainda hoje pela categoria para determinar se os motoristas e cobradores retornarão ao trabalho. 

Para minimizar os transtornos, a Secretaria de Transportes e Trânsito do município diz ter colocado uma viatura em cada garagem para garantir o restabelecimento das linhas, bem como liberou os micro-ônibus no Terminal Pimentas para levar os usuários até a região central, a fim de evitar o acúmulo dos passageiros.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.