Descrição de chapéu Obituário David Argentino da Silva (1985 - 2018)

Mortes: Fotógrafo, era querido na cena alternativa carioca

Risada alta lhe rendeu o apelido de Bira, referência ao baixista do Programa do Jô

O fotógrafo David Argentino da Silva
O fotógrafo David Argentino da Silva - Arquivo Pessoal
Clara Balbi
São Paulo

A gargalhada alta e contagiante e a opção pelo contrabaixo foram decisivos: ainda adolescente, o fotógrafo David Argentino ganhou o apelido de Bira dos companheiros de banda. A referência era o baixista risonho da banda que acompanhava Jô Soares no Programa do Jô.

O nome acompanhou David até a vida adulta —às vezes, sob protestos. E se estendeu também ao apartamento que dividia com a mãe, Giselda, em Copacabana. Era no “Chatubira” (referência ao funk “Chatuba de Mesquita”, do Furacão 2000) que os amigos se reuniam.

Muitos deles eram colegas no I Hate Flash, onde David trabalhava. Durante os seis anos na empresa, o carioca formado na Escola de Cinema Darcy Ribeiro registrou de noitadas alternativas a grandes festivais, como Lollapalooza e Rock in Rio.

Fã de estampas coloridas, das meias ao boné, às vezes chamava mais atenção no palco do que as bandas que ele fotografava.

As opiniões polêmicas e o senso de humor peculiar faziam com que se destacasse. Negro, adorava fazer piadas com a própria cor. A partir delas, ajudou muitos conhecidos a refletir sobre o racismo.

Os amigos, aliás, eram uma espécie de família. Vítima de um ataque cardíaco no dia 9 de agosto, completaria 33 em 19 de setembro. Em homenagem à data, mais de cem pessoas confirmaram presença em um piquenique neste domingo (23), nos jardins do Museu de Arte Moderna do Rio.

É lá, onde o fotógrafo aprendeu a andar de bicicleta, que a família pretende espalhar suas cinzas. Não que ele fosse sentimental. Para a tia, Gizane, ele acharia o evento cafona. “Ele diria: ‘Pô, eu morro e vocês vão fazer piquenique nos jardins do MAM para mim? Francamente’”, ri.


coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missas​​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.