Descrição de chapéu Agora

Polícia investiga racha de charretes em rodovia no interior de São Paulo

Dois foram filmados; em depoimento, um deles negou estar em corrida

Bruno Coelho
São Paulo

A Polícia Civil investiga um racha entre duas charretes ocorrido no km 65 da rodovia Raposo Tavares, em Mairinque (71 km de SP). Dois homens foram filmados fazendo a disputa. Um deles foi identificado, prestou depoimento e negou que estivesse apostando uma corrida, em que um cavalo caiu na estrada e ficou ferido.

De acordo com a Polícia Civil, o episódio ocorreu no fim da tarde do último sábado (29). O suspeito identificado conduzia a charrete na qual o cavalo caiu, enquanto um segundo homem controlava outro animal, ambos bloqueando a passagem de veículos na via.

No vídeo, é possível observar, segundos antes da queda, faíscas saírem do atrito da ferradura do animal com o asfalto. Os dois animais estavam em alta velocidade —a polícia não soube dizer quanto. Eles são seguidos por um carro, que filmou a ação, e uma moto.

Segundo a delegada Fernanda Ueda, de Mairinque, o homem afirmou que estava apenas passeando com o cavalo. No entanto, a charrete é adaptada para disputa de rachas. “É uma prática deles. Eles chamam essa charrete de ‘aranha’ e são feitas para corridas”, afirma Fernanda.

De acordo com a delegada, os condutores das charretes podem pegar até três anos de prisão por prática de abuso e maus-tratos a animais e por expor a vida ou a saúde de outras pessoas a perigo. Os dois homens também estariam sujeitos a multas por crimes ambientais.

A polícia tenta identificar o outro condutor, o motorista do carro e o motoqueiro. O cavalo ferido também não foi localizado. Registros similares de rachas surgiram após a divulgação deste caso.

Agora
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.