Estação Morumbi do metrô amplia horário e expande operação da linha 4-amarela

Ramal com operação privada do Metrô não tinha sua operação comercial prolongada desde 2011

Fabrício Lobel
São Paulo

A estação São Paulo-Morumbi, da linha 4-amarela, inaugurada no fim de outubro, passará a funcionar em horário padrão, das 4h à meia noite (e das 4h à 1h, aos sábados), a partir deste sábado (10).

Desde que foi inaugurada, a estação estava funcionando das 10h às 15h. A exceção foi no dia 4, um domingo, quando a operação na estação funcionou até mais tarde para atender à demanda dos torcedores são paulinos que assistiram à partida do São Paulo, no estádio do Morumbi, a 1,4 km  da estação.

Pela primeira vez desde 2011, quando este ramal do metrô passou a ligar o Butantã à estação da Luz, a operação comercial na linha 4 não era expandida. Desde então, as estações Fradique Coutinho, Higienópolis-Mackenzie e Oscar Freire foram inauguradas ao longo do trecho já implantado, mas sem prolongamento. 

A estação era prometida para estar pronta desde 2008. Depois, a promessa foi de que a estação ficaria pronta para a Copa de 2014, quando ainda se pensava que o Morumbi fosse a sede paulista dos jogos. 

No caso da linha 4-amarela,  o Metrô diz que todas as obras de grande porte e complexidade, como a construção de estações de metrô, estão sujeitas a intercorrências em razão de licenças ambientais, processos desapropriatórios e até mesmo abandono das obras pelas empreiteiras em razão da crise econômica.

O Metrô lembra ainda que o consórcio que foi contratado para construir a linha 4 abandonou a obra em 2015. Em 2016, uma nova empresa foi contratada e a construção retomada.

Todos os projetos de expansão do Metrô estão atrasados --o estado de São Paulo é governado pelo PSDB desde 1995. França, do PSB, era o vice do tucano Geraldo Alckmin e assumiu o cargo em abril passado.

A linha 4-amarela consta dos primeiros projetos do Metrô, desenhada antes mesmo da fundação da companhia. O primeiro a anunciar a sua construção foi o ex-governador Mário Covas (PSDB), em 1995. 

A nova estação fica no cruzamento entre as avenidas Deputado Jacobe Salvador Zveibil e Professor Francisco Morato.

Não há mais inauguração de estações previstas para 2018. Devem ficar para 2019 as novas estações do monotrilho da linha 15-prata, na zona leste. Para 2020, é anunciada a inauguração da última estação da linha 4-amarela, a Vila Sônia. O Metrô ainda constrói a linha 17-ouro do monotrilho. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.