Avião que caiu e matou 2 é retirado dos escombros na zona norte de São Paulo

Remoção do Cessna 210, que havia atingido casas próximas ao Campo de Marte, foi feita neste sábado

São Paulo | UOL

O avião monomotor que caiu na tarde desta sexta (30) no bairro da Casa Verde, na zona norte de São Paulo, matando duas pessoas e ferindo outras 11, foi retirado dos escombros na manhã deste sábado (1).

A remoção do Cessna 210 ocorreu depois dos trabalhos da perícia que vão tentar identificar as causas do acidente. 

Em nota, a Prefeitura de São Paulo informou que três imóveis foram interditados – os números 259 e 261 (mesma casa), 269 e 273. A interdição será mantida até nova avaliação. ​A Eletropaulo também foi chamada para religar energia e equipes de limpeza foram acionadas.

Remoção dos destroços da aeronave que caiu na região de Santana, zona norte de São Paulo (SP), na manhã deste sábado (1) - Newton Menezes/Futura Press/Folhapress

O avião havia acabado de decolar do aeroporto do Campo de Marte quando perdeu controle e caiu em um bairro residencial, na rua Antonio Nascimento Moura, ao lado da avenida Braz Leme, ligação entre o bairro e o centro de São Paulo.

Ao menos quatro casas foram atingidas e sete veículos foram danificados após o querosene que vazou da aeronave fazer um rastro de chamas pela rua que quase chegou a um posto de gasolina.

Os dois ocupantes da aeronave morreram, os pilotos Leonardo Kazuhiro Imamura, 43, e Guilherme Peixoto ​Murback, 26.

O avião havia decolado às 15h55 em direção a Jundiaí (interior de SP). Ele tinha certificado válido até dezembro de 2022.

Remoção dos destroços da aeronave que caiu na região de Santana, zona norte de São Paulo (SP), na manhã deste sábado (1). - Willian Moreira/Futura Press/Folhapress

Uma criança de oito anos, um dos 11 feridos, deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na manhã deste sábado (1º), segundo a assessoria de imprensa do Hospital Samaritano, para onde foi encaminhada.

Na sexta-feira, a vítima foi levada à unidade de atendimento com lesões causadas por queimaduras, segundo boletim médico.

Outros três feridos foram encaminhados para o Hospital Geral de Vila Penteado e uma para o Hospital Municipal do Tatuapé  –  o estado de saúde não foi divulgado. Outra vítima, que também estava no Hospital do Tatuapé, foi atendida e liberada ainda na sexta-feira.

Com esta queda, são oito as mortes em acidentes deste modelo de aeronave em 2018, segundo o Centro de Investigação de Acidentes da Força Aérea Brasileira (Cenipa). O Brasil teve um acidente aéreo a cada dois dias, em média, nos últimos dez anos.

De prefixo PR-JEE, o avião acidentado era privado, de propriedade de Fernando Matarazzo, e foi fabricado em 1980. Matarazzo não estava no voo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.