'Tenho sorte de estar vivo', diz testemunha de tiroteio na catedral de Campinas

Homem abriu fogo, matou cinco pessoas e se matou em seguida

Bruna Mozer
Campinas

Testemunhas que estavam no in√≠cio da tarde desta ter√ßa-feira (11) na Catedral Metropolitana de Campinas no momento do ataque dizem que o atirador fez os disparos na parte final da celebra√ß√£o. Cinco homens morreram atingidos pelos tiros.

"Entrei na igreja, a missa já havia terminado. Alguns minutos depois o atirador entrou e se posicionou na frente de um casal e atirou", conta o aposentado Pedro Rodrigues, 66. "Eu saí correndo, não houve gritaria, apenas correria. E ele continuou atirando. Eu tenho muita sorte de estar vivo."

Uma c√Ęmera do circuito interno de seguran√ßa da Catedral Metropolitana de Campinas (SP) mostra a√ß√£o do atirador. No v√≠deo, obtido pela Folha, o atirador aparece no lado esquerdo da tela logo ap√≥s o t√©rmino da missa. De repente, ele se levanta e passa a disparar contra um grupo de pessoas sentadas logo atr√°s dele. Ele caminha dentro da catedral e aparentemente recarrega a sua arma.

Dois PMs entram logo em seguida. Segundo a pol√≠cia, o atirador correu para a frente da igreja e come√ßou a disparar contra os agentes. Ele ainda teve tempo de trocar o pente da pistola at√© ser atingido no t√≥rax. Ca√≠do, disparou contra a pr√≥pria cabe√ßa. Ele ainda tinha 28 balas em pentes na mochila e n√£o carregava documento de identidade.

As duas armas usadas pelo suspeito ‚ÄĒuma pistola 9 mm e um rev√≥lver‚ÄĒ estavam raspadas, segundo informou a pol√≠cia. 

'FOI HORR√ćVEL', DIZEM TESTEMUNHAS

A assistente-administrativa Luciana de Oliveira, 36, disse ter ouvido um grande n√ļmero de disparos, quando passava perto do templo. "Ouvimos muitos tiros e as pessoas gritando, chorando. Vimos o homem baleado no peito saindo de maca. Foi horr√≠vel".

Moradora de rua, Artemis Jos√© de Oliveira, 40, conta que viu os feridos saindo da igreja. "Ouvi os tiros e vi um senhor com sangue no ombro saindo e uma senhora tamb√©m baleada caiu na porta. A pol√≠cia saiu atirando na porta pra dentro da igreja. Teve troca de tiro", afirma. "Pensei nos fieis da igreja que sempre nos ajudam, lembrei delas que sempre nos ajudam. Foi horr√≠vel".

Quatro pessoas morreram no local. Outras quatro foram atingidas pelos disparos e sobreviveram. Elas foram socorridas pelos bombeiros e pelos m√©dicos do Samu (Servi√ßo de Atendimento M√≥vel de Urg√™ncia) e levadas para os hospitais M√°rio Gatti, HC de Campinas e o Benefic√™ncia Portuguesa.

Nesta quarta (12), Heleno Severo Alves, 84, morreu no hospital Mario Gatti. As outras tr√™s v√≠timas tiveram alta.

A Catedral de Nossa Senhora da Concei√ß√£o, localizada no centro da cidade, est√° cercada por agentes das for√ßas de seguran√ßa.

Por meio de nota, a arquidiocese de Campinas informou que a catedral est√° fechada para o atendimento √†s v√≠timas e a realiza√ß√£o da primeira etapa das investiga√ß√Ķes. "Contamos com as ora√ß√Ķes de todos neste momento de profunda dor", segundo trecho do comunicado.‚Äč

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, decretou luto oficial de três dias, a contar a partir desta terça.

 
Tópicos relacionados

Coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.