Descrição de chapéu Tragédia em Brumadinho

Após quinto dia de buscas, mortos em Brumadinho (MG) chegam a 84

Há ainda 276 pessoas desaparecidas após rompimento de barragem; das vítimas, 42 foram identificadas

Brumadinho (MG)

Cindo dias após o acidente com uma barragem da Vale em Brumadinho (MG), as equipes de resgate não acharam nenhum sobrevivente e o número de mortos subiu para 84, nesta terça-feira (29). Dos corpos encontrados, 42 foram identificados

Até o momento, foram localizadas 391 pessoas. Mas há ainda 276 desaparecidas, segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

Durante as buscas, os bombeiros tiveram que utilizar um dos helicópteros dedicados ao resgate de corpos para salvar três pessoas que, ao entrarem na área atingida pela lama sem autorização, foram atacadas por marimbondos.

"É mais uma prova dos riscos na área quente", disse o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros. As autoridades têm feito um apelo para que moradores, familiares e curiosos não entrem na parte atingida pela lama, chamada de área quente.

Na segunda (28), um helicóptero também teve que ser usado para socorrer uma pessoa que se feriu no rosto ao entrar na lama.

Nesta terça, os bombeiros confirmaram que acessaram o refeitório da Vale, onde havia muitas vítimas no momento do rompimento da barragem. Na segunda, já havia quase essa certeza, pois perto dos corpos encontrados havia mobília que seria do refeitório.

Agora, os bombeiros encontraram também botijões de gás do refeitório perto de mais dois corpos retirados do local. O refeitório se deslocou 800 m de sua localização original.

Aihara informou ainda que as buscas no ônibus foram concluídas: havia três corpos no veículo.

Segundo ele, os equipamentos trazidos por Israel ajudam a precisar melhor locais onde pode haver mais corpos, a exemplo do refeitório. "Estamos com um nível de precisão maior", disse.

Nesta quarta (30), chegam a Brumadinho mais 80 bombeiros militares para revezar com os que estão em atuação. Eles virão de São Paulo, Goiás, Espírito Santo e Santa Catarina, trazendo também quatro helicópteros e cães farejadores. As buscas se reiniciam às 4h. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.