Falha deixa fechadas estações da linha 1-azul do metrô de São Paulo

Trens circularam com velocidade reduzida também na linha 3-vermelha

Nathan Lopes Téo Takar
São Paulo

O Metrô de São Paulo fechou as estações Jabaquara, Conceição e São Judas, da linha 1-azul, na manhã desta terça-feira (22). Segundo a administração, houve falha em equipamento da via.

O Metrô solicitou o Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) para atender os passageiros que utilizam as estações, que estão localizadas na zona sul da capital paulista.

A falha foi registrada a partir das 7h30. O Metrô informou o fechamento das três estações pouco após as 8h. Às 9h20, informou que elas foram reabertas e que a circulação estava sendo normalizada.

No restante da linha azul, os trens circularam com velocidade reduzida. O intervalo entre as composições chegou a dez minutos na linha.

Os reflexos eram sentidos também nas estações da linha que ficam na zona norte. Na estação Parada Inglesa, os trens estavam lotados por volta das 8h.

A linha 3-vermelha também teve a circulação com velocidade menor em razão do problema na linha 1-azul. Segundo o Metrô, a medida foi adotada "por segurança".

Ao UOL, o Metrô informou que a falha foi causada pelo condutor de uma das composições. Ele teria descumprido uma ordem do centro de controle, tendo continuado o deslocamento.

Nesse movimento, o equipamento da via que alterna as pistas de sentido foi atingido e ficou avariado. A equipe de manutenção não conseguiu solucionar a falha, o que levou ao fechamento das estações. 

Segundo o Metrô, o funcionário deverá ser alvo de uma sindicância e passará pelas sanções administrativas cabíveis. O nome do funcionário não foi citado.

Coordenador do sindicato dos Metroviários, Raimundo Cordeiro criticou o fato de se culpar um operador de composição neste momento. "Não sei se a empresa pode ter esse tipo de posição neste momento", disse. Segundo Cordeiro, o que se sabe é que "um trem se movimentou de forma precipitada".

"O que levou o trem a se movimentar vai ser apurado", comentou, lembrando que o sistema de condução das composições "tem uma certa automação". "O comando para o trem se movimentar é por computador." ​

As linhas 1-azul e 3-vermelha são as principais do sistema metroviário. Segundo dados do Metrô, cada uma delas transporta, em média, cerca de 1,4 milhão de passageiros em dias úteis.

Nas redes sociais, passageiros compartilharam imagens de estações lotadas e de movimentação intensa no lado de fora. Um deles mostrou a situação na avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, no Jabaquara. Usuários se aglomeravam nas calçadas após o fechamento da estação.

Outros usuários também usaram as redes sociais para reclamar da falha e da qualidade do serviço do Metrô. Alguns fizeram referência ao aumento da tarifa. No início do mês, o valor passou de R$ 4 para R$ 4,30.

Colaborou MIRTHYANI BEZERRA, do UOL, em São Paulo ​

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.