Mesmo com bloqueio em ponte, marginal Tietê tem trânsito abaixo da média

Saída para o feriado do aniversário de SP deve carregar trânsito no final da tarde

Imagem mostra uma das pistas da marginal Tietê bloqueada e as outras com trânsito fluindo
Trânsito na marginal Tietê na altura da ponte que dá acesso à rodovia Presidente Dutra, que foi bloqueada - Bruno Santos/Folhapress
São Paulo

Na véspera do feriado do aniversário da cidade de São Paulo, o trânsito amanheceu abaixo da média na capital do estado, mesmo com o bloqueio da ponte que liga a pista expressa da marginal Tietê à rodovia Presidente Dutra, estrada que leva ao Rio de Janeiro.

A expectativa da prefeitura, no entanto, é que o trânsito piore ao longo do dia, com trânsito dos motoristas que saem para o feriado.

Às 8h30, a cidade tinha 79 quilômetros de congestionamento, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). A marginal concentrava 15% disso: 4,1 km de lentidão no sentido Ayrton Senna e 7,9 km de lentidão no sentido Castelo Branco.

Com o acesso interditado, a CET orienta a motoristas que pretendem pegar a Dutra que usem a pista central da marginal Tietê e que acessem a rodovia por uma pista lateral, logo após a ponte da Vila Guilherme. 

A prefeitura estima que em torno de 50 mil carros passem pela ponte diariamente. Para o feriado, eram esperados mais de 200 mil veículos, segundo a CCR, concessionária que opera a Dutra.

A decisão de interditar a rodovia foi tomada após a prefeitura constatar o rompimento de uma viga que sustenta a estrutura. Não há nenhuma previsão de data para a liberação do tráfego no local.

Segundo o prefeito Bruno Covas, o dano, na primeira viga acima do rio, foi grave e “muito semelhante” ao que levou o viaduto da Marginal Pinheiros a ceder em novembro do ano passado. Desta vez, contudo, a estrutura não cedeu.

A prefeitura diz que a ponte é de propriedade do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), do governo federal, e que trabalha com a União para definir qual será a obra a ser realizada na ponte.

O aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, emitiu uma nota para avisar os usuários sobre o incidente, já que a via Dutra é um das suas principais rotas de acessos. 

"Em razão da interdição da alça de ligação entre a pista expressa da marginal Tietê e rodovia presidente Dutra, o GRU Airport alerta a todos aqueles que desejam chegar ao aeroporto que utilizem a rodovia Ayrton Senna".

A ponte interditada nesta quinta estava na primeira lista de estruturas viárias que necessitam passar por uma vistoria mais detalhada na capital. 

Com a interdição da ponte, os motoristas agora possuem apenas uma alternativa para acessar a Dutra, pelo acesso à rodovia Fernão Dias. Para isso, no entanto, é preciso trafegar pela pista local ou central, já que essa via não tem ligação com a pista expressa. 

No fim de novembro, parte de um viaduto na marginal Pinheiros, na altura do parque Villa-Lobos, cedeu e criou um degrau de cerca de dois metros na estrutura. A administração prevê para maio a retomada do trânsito no viaduto, quando as obras devem ser concluídas.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.