SP entra em estado de alerta com fortes chuvas, queda de granizo e alagamentos

Segundo os bombeiros também foram registradas 49 quedas de árvores

São Paulo

As fortes chuvas que atingiram São Paulo na tarde desta terça (8) causaram vários pontos de alagamentos e deixaram a capital paulista em estado de atenção. Houve queda de granizo em pelo menos três pontos: na Consolação, no centro, no Ipiranga, na zona sul, e na Vila Prudente, na zona leste.

De acordo com os bombeiros foram registradas também 130 quedas de árvores e 44 ocorrências de alagamentos. O muro de uma obra entre as ruas Caio Prado e Gravataí desabou e deixou três operários que trabalhavam no local com ferimentos leves.

Alagamento na Vila Madalena, entre as ruas Aspiculta e Medeiros de Albuquerque
Alagamento na Vila Madalena, entre as ruas Aspiculta e Medeiros de Albuquerque - Monica Maia/ Folhapress

O rio Aricanduva, nas áreas da avenida Itaquera e Aricanduva transbordou. A situação no local foi normalizada apenas por volta das 18h, quando o volume da água começou a baixar.

Outras regiões no centro e nas zonas sul e leste também ficaram em estado de atenção para alagamentos, assim com as marginais Pinheiros e Tietê. Nesses trechos a água dos rios chegou muito próximo do limite, mas não chegaram a causar enchentes devido ao término das chuvas. 

Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) da Prefeitura de São Paulo, as chuvas fortes devem seguiram em algumas áreas da cidade até o início da noite. Elas ocorreram devido instabilidade formadas pelo calor e a entrada da brisa marítima.

No terminal Bandeira, na região central, os alagamentos também atrapalharam o fluxo do transporte coletivo na tarde desta terça. Uma grande fila de ônibus se formou na entrada que dá acesso à área de embarque dos passageiros. Apesar de não ter ocorrido a paralisação total das linhas, muitos motoristas precisaram fazer desvios no trajeto para deixarem o local.

Vista do terminal Bandeira, na região central de SP, na tarde desta terça (8)
Vista da saída do terminal Bandeira, na região central de SP, na tarde desta terça (8) - Sarah Mota Resende/Folhapress

Na região do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, as rajadas de ventos chegaram à 39km/h. Segundo divulgado pelo aeroporto, às 17h não haviam atrasos nos voos previstos para decolar da cidade, mas ocorreram nove atrasos nas chegadas.

Os ventos foram mais fortes em áreas de outros aeroportos da capital paulista. O aeroporto de Congonhas, na zona sul, registrou rajadas de ventos de até 66,7 km/h por volta das 17h. No Campo de Marte os ventos chegaram a 51 km/h. Apesar disso, não houve interferência nos voos previstos.

Os próximos dias continuarão quentes em São Paulo, mas com pancadas de chuva de forte intensidade entre o período da tarde e o início da noite. As temperaturas devem variar entre 22°C e 34°C na quarta (9).

Na quinta-feira (10) o sol aparece, faz calor e ocorrerão pancadas de chuva de forma isolada e rápida à tarde. Os termômetros ficarão entre 22°C e 33°C.


Medidas simples podem amenizar os efeitos dos alagamentos

- Evite transitar em ruas alagadas;

- Se a chuva causou inundações, não se aventure a enfrentar correntezas;

- Fique em lugar seguro. Se precisar, peça ajuda;

- Mantenha-se longe da rede elétrica e não pare debaixo de árvores. Abrigue-se em casas e prédios;

- Planeje suas viagens, para que haja menor possibilidade de enfrentar engarrafamentos causados por ruas bloqueadas;

- Em caso de dúvida sobre vias bloqueadas, ligue para a central de atendimento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) através do número 1188 ou entre no site da CET para saber como está o trânsito nas principais vias.

Fonte: CGE

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.