Desabamentos deixam quatro crianças mortas em Mauá, na Grande SP

Temporais causaram deslizamentos de terra, alagamentos e quedas de árvores

São Paulo

Em Mauá, quatro crianças morreram vítimas de desabamentos que aconteceram por consequência das fortes chuvas que atingiram a Grande São Paulo neste sábado (16).

No bairro Jardim Zaira, o corpo de um menino de 8 anos foi localizado pelos bombeiros por volta das 3h deste domingo. Às 4h30, a equipe de salvamento resgatou o corpo da outra vítima, um bebê de 11 meses. A mãe foi socorrida por vizinhos.

A 1,4 km dali, duas crianças, um menino de 4 anos e uma menina de 11, também morreram soterrados. A mãe, de 38 anos, foi socorrida ainda no sábado, com vários ferimentos, e transportada pelo Samu ao pronto-socorro do Hospital Mário Covas. Um homem de 41 anos teve uma fratura exposta e foi levado ao Hospital Nardini.

 

No sábado, os bombeiros tiveram de usar botes para retirar pessoas que ficaram ilhadas, na Vila Prudente, na zona leste da capital.

Na mesma região, o rio Aricanduva transbordou, e no Ipiranga, zona sul, o córrego que leva o mesmo nome do bairro estava prestes a transbordar também por volta das 20h. 

De manhã, no Jardim Ângela, na zona sul, pelo menos 15 casas foram atingidas por um deslizamento de terra. Não houve feridos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, entre 0h e 23h59 de sábado, foram registradas 147 quedas de árvores, 81 desmoronamentos e desabamentos e 62 enchentes ou alagamentos.

Neste domingo, até o momento, a corporação recebeu 18 chamados para quedas de árvores e quatro para desmoronamentos e desabamentos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.