Descrição de chapéu Tragédia em Brumadinho

Vale construirá ponte sobre a lama para conectar bairros atingidos em Brumadinho

Com estradas bloqueadas pela lama, caminho que antes levava 30 minutos dura cerca de duas horas

Fabrício Lobel
Brumadinho (MG)

Uma ponte de 50 metros de extensão sobre a lama será construída pela Vale para conectar os bairros de Casa Branca e do Córrego do Feijão à sede do município de Brumadinho. 

Até lá, a mineradora será também responsável pelo transporte de alunos de escolas locais por uma rota monitorada próxima à mina da Vale. A obra e a operação foram anunciadas pela Defesa Civil do Estado de Minas Gerais. 

O deslocamento entre o Córrego do Feijão e o centro de Brumadinho era feito em cerca de 30 minutos, antes da ruptura da barragem. Com as estradas bloqueadas pela lama, o caminho dura cerca de duas horas. 

Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, o início das obras deve ser nesta quinta-feira (7) ou sexta-feira (8) e deve durar três semanas. A ponte deverá ser permanente e ficará na cidade mesmo após as operações de busca e de limpeza das rodovias no entorno da barragem. 

O ponto de construção da ponte é próximo ao encontro da lama com o rio Paraopeba

Mas até que a ponte fique pronta, a Vale será responsável pelo transporte de alunos entre os dois bairros isolados e o centro de Brumadinho. “Será ofertado o transporte escolar num deslocamento controlado por dentro da mina para agilizar o deslocamento dos estudantes”, disse o tenente-coronel Godinho, da Defesa Civil. Segundo ele, o trajeto é seguro.

“As aulas já retornam agora. E não dá para esperar a ponte ficar pronta para dar o acesso das crianças que precisam ter o conhecimento necessário.”

Detalhes do calendário escolar ainda serão decididos pela rede pública local. As aulas já deveriam ter começado, mas estão suspensas devido à presença de lama em diversas vias do município. 

As autoridades do governo estadual atualizaram o número de mortes na tragédia de Brumadinho, já são 150 (sendo 134 identificados). Outras 182 pessoas estão desaparecidas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.