Cancela no Minhocão é violada e carros trafegam em horário proibido

Cerca de 20 motoristas ficaram confinados sobre o elevado e não serão autuados

São Paulo

Após uma forte chuva na capital paulista, uma cancela do Minhocão na altura da praça Marechal Deodoro foi aberta. Carros seguiram pelo elevado, que costuma ficar fechado durante o final de semana. Ainda não se sabe o motivo que levou o rompimento da grade.

Após cancela aberta, carros seguiram pelo Minhocão, que fica fechado durante final de semana; ainda não se sabe o motivo que levou a abertura da grade
Após cancela aberta, carros seguiram pelo Minhocão, que fica fechado durante final de semana; ainda não se sabe o motivo que levou a abertura da grade - Karina Matias/Folhapress

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) recebeu a informação de veículos sobre o Minhocão por volta das 18h deste sábado (9).

A CET afirma que a cancela foi violada e alguns motoristas foram induzidos a acessarem o elevado desrespeitando a sinalização. Ainda não sabe se ocorreu devido a forte chuva ou ao vandalismo. Em conjunto com a Polícia Militar, a CET removeu os carros e fechou a cancela.

Os agentes da CET socorreram cerca de 20 motoristas que ficaram confinados sobre o elevado, e não será realizada nenhuma autuação.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) desde às 16h57 as zonas Norte, Sul, Leste, Oeste, Sudeste e Centro ficaram em estado de atenção para alagamentos. A situação foi normalizada às 19h27.

O Corpo de Bombeiros chegou a registrar 6 pontos de desabamento, 118 árvores caídas e 26 pontos de enchente.

Pós-Carnaval chuvoso

Blocos terminaram mais cedo após o temporal que atingiu a capital paulista.

Na Barra Funda, a chuva interrompeu o bloco Largadinho de Claudia Leitte a partir das 17h. Parte dos foliões tentou escapar se dirigindo para fora da avenida Marquês de São Vicente.

Os mais corajosos continuaram no trio de apoio, comandado pela cantora Gilmelândia. Segundo evento no Facebook, a previsão de encerramento era às 18h.

Na avenida Tiradentes, região central, o bloco Navio Pirata do Baiana System encerrou sua apresentação no pós-Carnaval de São Paulo às 17h. Os termômetros marcaram mais de 35ºC durante todo o desfile. Chegou a chuviscar em alguns momentos, mas a tempestade começou no fim da última música.

A maior parte dos foliões correu para a estação Luz do metrô, mas o acesso em frente à praça da Luz foi fechado, o que gerou gritos de protesto do público que se esconde sob a marquise.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.