Folião se pendura em escada rolante do metrô e cai em SP

Queda ocorreu na linha-4; segundo concessionária, rapaz foi socorrido e estava consciente

Fabrício Lobel
São Paulo

Um folião sofreu uma queda após se pendurar no corrimão de uma escada rolante na estação Paulista, da linha 4-amarela, do Metrô em São Paulo. 

O acidente ocorreu no último sábado (2) e segundo a concessionária da linha, a ViaQuatro (controlada pela CCR), o passageiro recebeu os primeiros socorros no local e estava consciente quando foi socorrido à Santa Casa, no centro da cidade.

Segundo um vídeo gravado de uma tela de monitoramento da estação, um rapaz cai de uma altura de pelo menos 5 metros. 

O folião chega à escada rolante, se deita sobre o corrimão e perde o equilíbrio. Ele ainda tenta se agarrar, mas cai no pavimento inferior da estação. Outros passageiros que estão na escada se assustam com a queda do rapaz. 

A concessionária diz ainda que não autorizou a veiculação das imagens e tomará as providências cabíveis. A ViaQuatro não soube informar o estado de saúde do passageiro.

Em 2018, a Folha mostrou como o período de Carnaval costuma ter ocorrências de vandalismo e de foliões invadindo aos trilhos do metrô. 

As imagens mostram atos classificados pelo Metrô como de "mau comportamento" e que chegaram a suspender a operação normal das linhas 4-amarela e 2-verde.

Em um dos vídeos, é possível ver um passageiro pular no trilho ainda energizado de uma das linhas da estação Paraíso. Na imagem, ele parece tirar uma selfie ou uma foto de seus amigos que permaneceram na plataforma. Segundo o Metrô, ao verem a cena, operadores do centro de controle da companhia conseguiram desligar o trilho. Caso contrário, o passageiro poderia ter sido gravemente eletrocutado. 

Na mesma noite e na mesma estação, três foliões sentam-se na beira da plataforma. Dois deles colocam as pernas voltadas para os trilhos, no caminho do trem. Segundo o Metrô, o trecho da linha 2-verde teve que ser desligado novamente para que não houvesse risco aos passageiros sentados. 

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.