Tempestade tropical suspende aulas em cidades do sul da Bahia

Fenômeno deve chegar ao Espírito Santo nesta terça

Franco Adailton
Salvador

A tempestade tropical oceânica Iba (“ruim”, em tupi-guarani), que paira sobre o sul da Bahia, deve chegar ao norte do Espírito Santo nesta terça-feira, a 200 km da costa de Linhares, cidade a 105 km de Vitória. Na Bahia, as cidades de Mucuri (a 580 km de Salvador) e Nova Viçosa (a 555 km da capital baiana) suspenderam as aulas devido ao mau tempo nesta segunda-feira (25).

Apesar de o fenômeno ter-se estabelecido em alto mar, ambos municípios chegaram a registrar ventos de até 86 km/h nesta segunda-feira. Por causa disso, além da suspensão do expediente, o serviço de iluminação pública na região foi interrompido.

Imagem de satélite mostra tempestade tropical Iba próxima do sul da Bahia e do Espírito Santo no domingo (24)
Imagem de satélite mostra tempestade tropical Iba próxima do sul da Bahia e do Espírito Santo no domingo (24) - Inmet

Desde a última quinta-feira, a orla de Mucuri perdeu até cinco metros de faixa de areia, informou o superintende da Defesa Civil da Bahia, Paulo Sérgio Luz. Até domingo (24), o fenômeno era classificado como depressão tropical por causa dos ventos de até 61 km/h.

“A tempestade avança mais em direção ao sul, mas os efeitos ainda podem ser sentidos nessas duas cidades, que colocaram equipes de Defesa Civil de prontidão e suspenderam o expediente público”, relatou o superintende.

Além disso, o gestor informou que a energia elétrica dos postes de iluminação pública foi cortada para que, em caso de queda de fios provocada pelos fortes ventos, não ocorresse curtos-circuitos.

Luz afirmou ainda que, nas últimas duas décadas, cidades do extremo sul da Bahia têm vivenciado o avanço do mar em decorrência das mudanças climáticas globais. Somente Mucuri perdeu nove ruas, além de duas praças, devido à erosão costeira.

Por meio do Centro de Hidrografia, a Marinha emitiu um aviso de mau tempo, com previsão de mar grosso a muito grosso, com ondas de três a cinco metros em alto-mar. A Marinha não descartou possibilidade de ressaca entre a costa de Vitória (ES) e Caravelas (BA), com ondas de até 2,5 metros na noite desta segunda.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.