Ministério Público faz operação contra integrantes do PCC em SP

São alvo de operação 50 suspeitos de integrar facção liderada por Marcola

São Paulo

O Ministério Público de São Paulo realiza nesta sexta-feira (3) uma operação contra integrantes do PCC em 20 cidades do estado, no litoral e nas regiões de Sorocaba, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto.

Segundo a Promotoria, a ação é coordenada pelo Gaeco (Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado), com o apoio da Polícia Militar. São cumpridas ordens de prisão contra 50 suspeitos, além de mandados de busca e apreensão em 30 endereços.

Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, apontado como chefe do PCC - Sergio Lima/Folhapress

Essas prisões ocorrem, segundo o Ministério Público, após meses de investigação. Os presos foram investigados por exercerem funções na facção ligadas ao tráfico de drogas, ao cadastramento de armas, recolhimento de valores, funções de lideranças soltas e a realização de homicídios nos chamados “tribunais do crime”.

Parte dos presos estaria, ainda de acordo com as investigações, em funções de comando e liderança da facção nas ruas desde a transferência da cúpula para presídios fora do estado de São Paulo.

O PCC é a principal facção criminosa do país e nasceu a partir das prisões paulistas na década de 1990.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.