Mulher joga filha do 5º andar de prédio na zona oeste de SP

Moradora, que se atirou em seguida, teve prisão decretada por incêndio e homicídio tentado

São Paulo

Uma criança de três anos caiu, na madrugada desta sexta-feira (24), do quinto andar de um prédio localizado na zona oeste da capital paulista.

A suspeita é a mãe da menina, de 29 anos, que teve prisão decretada por homicídio tentado e incêndio —ela ateou fogo à cortina do apartamento antes de também se atirar pela janela. 

A Polícia Militar informou que foi acionada por moradores do edifício, localizado na avenida Corifeu Azevedo Marques, no Rio Pequeno, por volta da 0h30. 

Mulher sentada em janela após jogar a filha de apartamento no Jaguaré, em SP
Mulher sentada em janela após jogar a filha de apartamento no Jaguaré, em SP - Reprodução/RecordTV

A menina sobreviveu porque caiu sobre um veículo que entrava na garagem do edifício e amorteceu o impacto da queda. 

A menina levantou sozinha após bater no para-brisa do carro da consultora de RH Nadieje Macedo, 42, e do músico Carlos Agili, 44, e cair no chão. O casal, que voltava do supermercado, não imaginou que era uma criança quando ouviu o barulho da queda que estraçalhou o vidro. 

“Ela estava enrolada num lençol, devia estar dormindo, porque não entendia o que tinha acontecido e veio direto pro meu colo”, conta Nadieje. Consciente e com pequenos arranhões nas costas, a menina chorou pedindo um casaco. Estava com frio. “Fiquei sem voz na hora. Foi uma coisa de Deus.” 

O casal acionou o serviço de resgate e a menina foi levada com ferimentos leves para o Hospital das Clínicas.

Moradores do 4º andar, os dois não conheciam a mãe e a garota, que se mudaram para o prédio há apenas três meses. 

A rede de proteção da janela também foi cortada, segundo informou a Polícia Militar.

O Corpo de Bombeiros criou um grupo de negociação para socorrer a mãe da menina, que estava trancada e se mostrava abalada no interior da moradia. A tentativa de abordagem levou cerca de duas horas, mas a mulher se negou a abrir a porta para ser atendida pelos bombeiros.

Em aparente quadro de surto, a moradora ateou fogo nas cortinas da janela. Para conter o incêndio e resgatar a mulher, os bombeiros arrombaram a porta da residência.

Ao ver os bombeiros, a mulher, que já estava sentada sobre o parapeito da janela, se jogou do apartamento. Ela foi resgatada inconsciente e levada ao Hospital das Clínicas. O estado de saúde dela é grave.

A Polícia Civil já realizou perícia no local. O caso foi registrado no 91º DP (Vila Leopoldina).

Janela aberta de apartamento onde criança morava na zona oeste de SP
Janela aberta de apartamento onde criança morava na zona oeste de SP - Reprodução/TV Globo
Priscila Camazano, Dhiego Maia e Thaiza Pauluze
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.