Descrição de chapéu Rio de Janeiro

Justiça determina prisão de filhos de deputada Flordelis por morte do pai

Flávio dos Santos Rodrigues, 38, confessou participação no crime

Rio de Janeiro

A Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta quinta-feira (20) a prisão temporária de dois filhos da deputada Flordelis (PSD-RJ) suspeitos de terem matado o próprio pai, o pastor Anderson do Carmo.

O pedido de prisão foi feito pela Polícia Civil após o filho biológico do casal Flávio dos Santos Rodrigues, 38, ter confessado participação no crime. Ele admitiu ter planejado a morte do pai e ordenado Lucas Cezar dos Santos de Souza, 18, filho adotivo do casal, a executar o crime.

A polícia ainda busca esclarecer as motivações para o crime.

Anderson do Carmo, que foi assassinado, com a mulher, a deputada federal e cantora gospel Flordelis (PSD-RJ)
Anderson do Carmo, que foi assassinado, com a mulher, a deputada federal e cantora gospel Flordelis (PSD-RJ) - Reprodução

Os dois já estão presos em razão de mandados de prisão expedidos sobre outras ocorrências.

O assassinato aconteceu no domingo (16), por volta de 4h, após o casal chegar de uma confraternização. A deputada contou à polícia que percebeu que o veículo dirigido por Anderson estava sendo perseguido por duas motos, em Niterói.

Ao entrarem em casa, no bairro de Pendotiba, Anderson retornou à garagem para pegar algo no carro e disparos foram ouvidos. A deputada afirmou que Anderson evitou que criminosos invadissem a casa da família. O pastor foi encontrado ferido. 

"O que ele tentou foi evitar que abrissem o portão da garagem e entrassem na casa", declarou ela.

Segundo a TV Globo, um dos filhos da deputada disse à Polícia Civil que suspeita do envolvimento da mãe e de três irmãs na morte de Anderson. Ele teria afirmado que Flordelis chegou a dizer que "a hora do pai estava chegando".

O filho também teria dito que as quatro colocavam remédio na comida de Anderson e que isso seria a causa de seus problemas de saúde. 

Ainda segundo a Globo, o jovem afirmou que o irmão mais novo, Lucas, recebeu proposta de R$ 10 mil de uma das irmãs para matar o pai. 

Anderson era pastor evangélico e amigo da ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. No Twitter, ela lamentou a morte. O casal teve 55 filhos, dos quais 51 são adotivos. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.