Pit bull é sacrificado a bala após tentativa de ataque a criança no DF

Animal destruiu a dentadas banco de moto, cercou garoto e só foi contido quando morto por um tiro da PM

São Paulo

Um menino de 7 anos foi resgatado por policiais militares de uma tentativa de ataque de um pit bull, na Cidade Estrutural, no Distrito Federal.

Segundo a polícia, o cão precisou ser sacrificado a bala porque apresentou comportamento agressivo que “fugiu da normalidade”.

O caso foi registrado às 19h45 desta última sexta-feira (12), no setor leste da cidade do Grande DF.

Banco de moto destruído por pit bull no Distrito Federal
Banco de moto destruído por pit bull no Distrito Federal - Divulgação/Polícia Militar

O pai da criança relatou aos policiais que o pit bull, inicialmente, tentou atacá-lo. Sem conseguir controlar o animal, o homem correu junto com sua mulher para o lado de fora da casa, mas sem o filho, que se refugiou em um quarto.

O braço ambiental da Polícia Militar foi o responsável por atender o chamado da família, que se desesperou quando viu o animal destruir a dentadas o banco de uma moto estacionada na garagem.

No registro da ocorrência, os policiais também enfatizaram que o pit bull da família tentou por diversas vezes entrar na casa para atacar a criança.

Os policiais avaliaram o comportamento do animal e concluíram ser preciso sacrificá-lo devido ao seu nível de agressividade após “esgotadas todas as possibilidades de contenção”.

“O pai da criança foi informado que a melhor alternativa seria abater o animal e salvar a vida do menino. [Ele] concordou de imediato e assinou um termo de autorização”, segundo trecho de nota da Polícia Militar do DF.

Para sacrificar o animal, a PM disse que isolou a área e afastou as pessoas concentradas no entorno da casa que observavam o desenrolar da ocorrência.

Após garantir a segurança da criança, que permaneceu isolada em um dos quartos da casa, o cão foi abatido com um único disparo que, segundo a PM, não causou sofrimento desnecessário ao animal porque “foi rápido e eficiente”.

O corpo do cachorro foi encaminhado a um aterro sanitário da região. A criança foi devolvida aos pais sem ferimentos ou lesão aparente.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.