Descrição de chapéu Obituário Josué Jerônimo de Campos (1939 - 2019)

Mortes: Sabe-tudo, era vovô carinhoso da linha de bonde de Santos

Cheio de disposição para o trabalho, sempre tinha uma piada ou história para contar

Patrícia Pasquini
São Paulo

Por 19 anos, dos turistas que passeavam pela linha turística do bonde em Santos, no litoral de SP, recebiam o carinho de Josué Jerônimo de Campos, que trabalhava como Vovô Sabe Tudo, um projeto da prefeitura da cidade.

Josué Jerônimo de Campos atuou como Vovô Sabe Tudo em linha turística de Santos
Josué Jerônimo de Campos atuou como Vovô Sabe Tudo em linha turística de Santos - Arquivo Pessoal

A paixão pela função exercida somada ao seu carisma o deixou famoso, conta uma das filhas, a cuidadora de idosos Ecleia Ferreira Santos, 52. 

"O meu pai era carinhoso com as pessoas, brincava com as crianças e ajudava a todos. Ele sabia apresentar a cidade aos turistas. Com ele, uma simples informação se transformava numa longa conversa e a prosa sempre terminava em fotografia. Tinha turista que procurava pelo meu pai só para pedir uma recordação."

Mesmo quando descobriu o câncer na próstata, o sorriso —sua marca registrada—, a alegria e a disposição para o trabalho nunca faltaram.

Apesar da saúde fragilizada, Josué manteve o bom humor e sempre tinha uma piada ou história para contar. "O médico o afastou por duas vezes do trabalho, mas ele desobedeceu e voltou. Todos os dias, meu pai saía de casa uma hora e meia antes do horário de entrada para ter mais tempo para conversar com o público na praça Mauá", diz a filha.

Nascido em Mata Grande (AL) em 18 de novembro de 1939, Josué fixou residência em Santos com 17 anos e integrou, em 2000, o primeiro grupo de ex-motorneiros e ex-condutores a atuar na linha turística do bonde pelo programa de valorização da pessoa idosa, implementado pela prefeitura dois anos antes.

Josué morreu no dia 15 de agosto, por complicações de um câncer de próstata, e foi enterrado com o uniforme do trabalho —pedido feito à família três semanas antes de morrer. Deixa três filhos.


coluna.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missas

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.