Descrição de chapéu Obituário Leandro Caproni (1992 - 2019)

Mortes: Empresário, tornou-se referência no audiovisual

Leandro Caproni chegou a realizar o sonho da casa própria e o de aprender a velejar

Patrícia Pasquini
São Paulo

A história do empresário, produtor audiovisual e fotógrafo Leandro Caproni foi breve e intensa. A personalidade forte somada à coragem e à paixão pela profissão serviram de combustíveis para que corresse atrás de seus sonhos.

Priorizou o trabalho e estudo. Fez cursos de especialização em sua área de atuação e aprendeu três idiomas. Em 2013, abriu a produtora Sem Cortes Filmes, tornando-se referência no audiovisual negro da cidade de São Paulo.

Um dos principais trabalhos realizados foi a cobertura da Batekoo, tradicional festa preta de São Paulo.

Leandro Caproni
Leandro Caproni - Arquivo pessoal

O basquete e as viagens estavam entre os seus programas favoritos. Caproni conheceu várias cidades do mundo e realizou outros dois sonhos: a compra da casa própria, no bairro paulistano da Lapa (zona oeste), e a matrícula em um curso para aprender a velejar.

O respeito foi uma das marcas deixadas por onde passou. “Ele respeitava as diferenças, os negros, gays, pobres e trabalhadores”, diz a irmã, a engenheira de produção Karina Caproni Sobral, 29.

Amigo dele há dez anos, o editor de vídeo Guilherme da Silva Falotico, 27, o define como inspirador. “Ele me ensinou a acreditar nos sonhos e a dar o meu melhor.”

No dia 22 de outubro, a sua história foi abreviada após ser atingido por um carro pilotado por rapaz de 18 anos, sem habilitação, na Radial Leste.

Familiares e amigos criaram o movimento #porumavidasemcortes, contra a imprudência no trânsito e para sensibilizar a Justiça a reconhecer o acidente como crime doloso. Leandro Caproni deixa os pais e uma irmã.

coluna.obituario@grupofolha.com.br
 
Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missas

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.