Vídeo mostra homens mexendo em coluna 1 h antes de prédio desabar em Fortaleza

Cenas são usadas na investigação do caso; 17 pessoas já foram ouvidas

Marcel Rizzo
Fortaleza

A Polícia Civil do Ceará conseguiu vídeo de câmera de segurança do Edifício Andrea, prédio residencial de sete andares que desabou em Fortaleza na terça-feira (15). As imagens mostram pessoas mexendo em colunas da estrutura do prédio cerca de uma hora antes de ele ruir.

As cenas serão usadas na investigação —até o momento 17 pessoas já foram ouvidas, entre moradores, vizinhos e testemunhas. Até o momento foram confirmadas seis mortes, sete foram resgatadas com vida e quatro pessoas continuam desaparecidas.

Moradores e pessoas que frequentavam o local relatam que o prédio já apresentava problemas havia 14 anos e que as falhas na estrutura eram evidentes.

As imagens mostram homens próximo a colunas, na área externa do edifício. Segundo documentação registrada na prefeitura da capital cearense, uma reforma teria sido iniciada um dia antes, segunda (14), para recuperar a construção e pintura do imóvel. 

A ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), segundo o presidente do CREA-CE ( Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará), Emanuel Maia Mota, foi feita de maneira simples e sem maiores detalhes da obra. A polícia apura se a reforma pode ter causado o desabamento.

A imagem da câmera de segurança começa 9h30, quase uma hora antes do desabamento. Homens aparecem conversando próximo a colunas. Às 10h08, cerca de 20 minutos antes do colapso, o vídeo mostra, à esquerda, pedaços de concreto voando e a sombra de um martelo se movimentando, como se alguém tivesse quebrado alguma parte da estrutura.

Ao menos três homens continuam circulando pelo local e às 10h28, que é o horário em que a polícia trabalha para o desabamento, aparece uma mulher na imagem. A investigação apura se a síndica Maria das Graças Rodrigues, 53, que está desaparecida, estava naquele local no momento do desabamento.

O vídeo se encerra com a queda de destroços, do lado direito, o que pelo horário indica o momento do colapso. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.