Descrição de chapéu Obituário Augusto César Castelo Branco (1948 - 2019)

Mortes: Palhaço levou amor e alegria a crianças doentes

Voluntário, Augusto César Castelo Branco distribuía gibis para incentivar a leitura

São Paulo

A cidade de Maringá (PR) foi o palco que o pernambucano Augusto César Castelo Branco escolheu para dar vida ao palhaço Lero Lero Nariz de Farelo durante muitos anos. 

Desde 1998, quando chegou a Maringá, semanalmente ele levava a alegria do palhaço a crianças internadas nos hospitais. 

O talento foi lapidado em São Paulo. Ao longo dos 23 anos em que morou na capital paulista, Lero Lero cursou teatro e se descobriu palhaço. A inspiração na dupla O Gordo e o Magro ajudou. 

O trabalho voluntário de quase 20 anos o tornou conhecido e querido por todos, inclusive pela imprensa. O narrador esportivo da Rádio Nova Ingá AM, Ananias Rodrigues, o Garotinho, conta que suas duas frases famosas utilizadas durante as narrações foram sugeridas pelo amigo palhaço, corintiano fanático. 

Palhaço Lero Lero Nariz de Farelo recebe homenagem na Câmara Municipal de Maringá
Palhaço Lero Lero Nariz de Farelo recebe homenagem na Câmara Municipal de Maringá - Marquinhos Oliveira/Câmara Municipal de Maringá

“Ele participava do meu programa de vez em quando e um dia disse para eu usar nas narrações ‘eu estou sentindo o gosto gostoso do gol’ e ‘você é demais’, mas completando com o nome do jogador que marcou o gol”, relata o radialista. “Ele nos deixou sua humildade e criatividade”, diz.

Além dos hospitais, também ia às comunidades e escolas. Com a ajuda de empresários, produziu gibis para distribuir gratuitamente às crianças. No conteúdo, havia conselhos sobre obediência aos pais, alimentação e outros. Seu objetivo era incentivar a leitura. 

Estas iniciativas lhe renderam o título de Mérito Comunitário, uma homenagem prestada pela Câmara Municipal de Maringá, em 2015.

Augusto César Castelo Branco morreu dia 6 de novembro, aos 71 anos, de infarto. Ele morava sozinho em Maringá. A reportagem não conseguiu localizar seus familiares.

coluna.obituario@grupofolha.com.br
 
Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missas

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.