Saiba o que Bolsonaro cumpriu ou não cumpriu na segurança pública até agora

Promessas foram bandeira na campanha presidencial

São Paulo
0
O presidente Jair Bolsonaro, acompanhado de parlamentares favoráveis a projetos de flexibilização do controle de armas - Pedro Ladeira/Folhapress

CUMPRIU

Investir em equipamentos, tecnologia, inteligência para as forças policiais

Endurecer a legislação para crimes contra mulheres

Reduzir índices de homicídios e roubos

Quebrar monopólio da fabricante de armas Taurus

CUMPRIU em parte

Reformular o Estatuto de Desarmamento, ampliando acesso a armas de fogo*

Dificultar progressão de pena e saída temporária de presos*

Redirecionar política de direitos humanos, priorizando vítimas da violência

AINDA NÃO CUMPRIU

Acabar com a  audiência de custódia

Alterar a pena máxima para  tentativa de homicídio

Diminuir para 21 anos a idade mínima para posse de arma*

Instituir pena mínima de dez anos para criminosos reincidentes por duas vezes

Reduzir a maioridade penal para 16 anos 

Tipificar invasões de propriedade promovidas pelo MST e pelo MTST como terrorismo

Retirar da Constituição qualquer relativização da propriedade privada

Acabar com indulto para criminosos

Usar as Forças Armadas contra crime organizado

Aprovar o excludente de ilicitude para policiais*

Construir presídios 

Gravar no Panteão da Pátria e da Liberdade, em Brasília, o nome dos policiais mortos


(*) Medidas que foram propostas mas cuja aprovação ainda está pendente no Congresso

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.