Descrição de chapéu Obituário Jorge Matsuda (1948 - 2020)

Mortes: Empresário bem-sucedido, era amante da música

Criou um império importante para o agronegócio brasileiro

São Paulo

Viajar com Jorge Matsuda era viajar com um homem de negócios. Sempre atento às oportunidades de empreender, Matsuda foi um pai, esposo e chefe inspirador, de acordo com familiares. 

Ele morreu aos 71 anos, mas deixou um império. O Grupo Matsuda, fundado em 1940, produz e comercializa de sementes para pastagens, equipamentos agrícolas, rações para peixes e suplementos minerais.

"Ele sempre gostou muito de trabalhar, vivia pela empresa e sonhava com ela. A grande paixão da vida dele era empreender. Temos muito orgulho do que ele deixou. O Brasil precisa de mais pessoas como ele", diz a filha, Aline Matsuda. 

Jorge Matsuda (1948 - 2020)
Jorge Matsuda (1948 - 2020) - Arquivo pessoal

A paixão pelos negócios era tamanha que mesmo as amizades de Jorge Matsuda nasceram do trabalho. Ele tinha uma banda com amigos da empresa, na qual era o vocalista e tocava violão.

"Ele amava música, reunir os amigos dele num churrasco, para tocar e cantar. Nossa família sempre o teve como um artista, apesar de sabermos que a empresa era a alma dele", conta Edna Matsuda, irmã de Jorge. 

Para filha, o empresário era uma pessoa diferente, que nasceu para brilhar. Ela conta que Jorge era visionário e, às vezes, chegava a ser tido como louco, "mas esse era o diferencial dele, fazia e enxergava coisas que nós não conseguimos", afirma.

Apesar de trabalhar muito, Jorge Matsuda era muito próximo da família, especialmente da esposa. "Ele teve o apoio total da minha mãe para poder ir em frente com a empresa. E conseguiu graças a isso", diz a filha.

O empresário deixa a esposa, com quem dividiu a vida por 41 anos e três filhos.

coluna.obituario@grupofolha.com.br
 
Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missa

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.